Calendário Astronômico 2023: Todos os eventos celestiais por mês

Astronomy calendar 2023

O ano de 2023 preparou um monte de eventos astronômicos significativos para nós, incluindo eclipses solares, chuvas de meteoros, um cometa brilhante passando pela Terra e muitos mais. Com este calendário astronômico completo, você não vai perder nenhum!

Índice

Como ver o que está no céu esta noite?

No artigo, listamos todos os eventos astronômicos notáveis por data. Você pode marcar como favorito e conferir sempre que sair para observar as estrelas. O calendário ainda mais completo pode ser acessado no aplicativo Sky Tonight. O aplicativo mostra os eventos celestiais visíveis para sua localização, com informações detalhadas e condições de observação. Você pode definir um lembrete para um evento específico para não perdê-lo.

Os melhores eventos astronômicos em 2023

Esta lista contém os eventos astronômicos observáveis em 2023, com os horários, locais e condições de observação. Você saberá quando ver planetas ao lado da Lua ou perto um do outro; as fases de Lua Cheia e Lua Nova, as melhores noites com estrelas cadentes, os eclipses solares únicos e muito mais. Não tem tempo para ler um artigo enorme? Não se preocupe, a gente te ajuda! Aqui estão Os 10 principais eventos celestiais em 2023 — confira no formato bacana de infográfico, (disponível em 12 idiomas).

Quais são os eventos astronômicos imperdíveis de 2023? Confira este calendário para saber quando e onde observar os espetáculos celestiais mais espetaculares do ano!
Veja Infográfico

Eventos celestes de janeiro: meteoros, conjunções, ocultação lunar

4 de janeiro: Pico da chuva de meteoros Quadrântidas 🌟

A chuva de meteoros Quadrântidas ocorre de 12 de dezembro de 2022 a 12 de janeiro de 2023 e atingirá o pico por volta de 4 de janeiro. Procure o ponto radiante dela na constelação de Bootes. Em condições ideais, você poderá ver até 110 meteoros por hora, apesar de neste ano, a chuva de meteoros atingir o pico perto da Lua Cheia, cuja luz obstruirá a vista. Então, é melhor observar a chuva de meteoros após a lua se pôr e até o sol nascer. A chuva de meteoros poderá ser vista melhor do Hemisfério Norte. Faça o nosso teste e confira se você está pronto para assistir estrelas cadentes!

Faça este teste para ver se você está bem preparado para caçar meteoros e obter dicas úteis sobre como pegar o maior número de estrelas cadentes.
Responda ao questionário!

6 de janeiro: Lua Cheia

A Lua Cheia do Lobo ocorrerá em 6 de janeiro, às 23h08 GMT (20h08 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Gêmeos. Tecnicamente, a Lua Cheia dura apenas um momento, quando a Lua está no lado oposto da Terra a partir do Sol, mas o disco lunar aparecerá cheio por um dia antes e depois disso.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

21 de janeiro: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 21 de janeiro, às 20h53 GMT (17h53 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

22 de janeiro: Conjunção Vênus-Saturno

Em 22 de janeiro, às 21h53 GMT (18h53 BRT), Vênus (magnitude -3,9) passará a 0°21' ao sul de Saturno (magnitude 0,7). Eles se encontrarão na constelação de Capricórnio. Os planetas se enquadrarão no campo de visão de um telescópio, mas também poderão ser observados com um par de binóculos, ou mesmo a olho nu.

23 de janeiro: Conjunções Lua-Saturno e Lua-Vênus

Em 23 de janeiro, às 07h22 GMT (04h22 BRT), Saturno (magnitude 0,7) encontrará a Lua com 2 dias na constelação de Capricórnio. A distância aparente entre os dois objetos será de 3°49'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

Mais tarde neste dia, às 08h20 GMT (05h20 BRT), a Lua passará perto de Vênus (magnitude -3,9). A distância entre os dois corpos será de 3°27', o que é muito longe para caber dentro do campo de visão de um telescópio. Felizmente, eles serão brilhantes o suficiente para detectação sem quaisquer dispositivos ópticos.

31 de janeiro: Ocultação lunar de Marte

Em 31 de janeiro, às 04h27 GMT (01h24 BRT), Marte (magnitude -0,3) desaparecerá atrás da Lua (magnitude -12,3) na constelação de Touro. A ocultação lunar será visível de partes das Américas. Os objetos estarão bem visíveis a olho nu, mas você pode pegar um telescópio ou um par de binóculos para uma visão ainda melhor. Não se esqueça de verificar no aplicativo Sky Tonight se a ocultação lunar está visível para sua localização.

Eventos celestes de fevereiro: cometa brilhante, conjunções, ocultação

1 de fevereiro: Cometa C/2022 E3 (ZTF) atinge seu ponto mais brilhante 🌟

O brilhante cometa C/2022 E3 está indo em direção ao interior do Sistema Solar. Em 1 de fevereiro, ele alcançará brilho máximo, passando pela Terra a uma distância de 0,28 UA na constelação de Camelopardalis. De acordo com as diferentes estimativas, o cometa pode atingir uma magnitude entre 5,1 e 7,35. Estará bem visível com o uso de um par de binóculos, ou talvez até mesmo a olho nu.

5 de fevereiro: Lua Cheia

A Lua Cheia da Neve ocorrerá em 5 de fevereiro, às 18h29 GMT (15h29 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Caranguejo. Tecnicamente, a Lua Cheia dura apenas um momento, quando a Lua está no lado oposto da Terra a partir do Sol, mas o disco lunar aparecerá cheio por um dia antes e depois disso.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

15 de fevereiro: Conjunção Vênus-Netuno

Em 15 de fevereiro, às 12h19 GMT (09h19 BRT), Vênus (magnitude -4,0) passará a 45” ao sul de Netuno (magnitude 8,0). Eles se encontrarão na constelação de Aquário. Os planetas se enquadrarão no campo de visão de um telescópio, mas também poderão ser observados com um par de binóculos.

20 de fevereiro: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 20 de fevereiro, às 07h06 GMT (4h06 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

22 de fevereiro: Conjunção Lua-Vênus

Em 22 de fevereiro, às 07h57 GMT (04h57 BRT), Vênus (magnitude -4,0) encontrará a Lua com 2 dias na constelação de Peixes. A distância aparente entre os dois objetos será de 2°05'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

22 de fevereiro: Ocultação lunar de Júpiter

Em 22 de fevereiro, às 22h57 GMT (19h57 BRT), Júpiter (magnitude -2,1) desaparecerá atrás da Lua (magnitude -10,3) na constelação de Peixes. A ocultação lunar será visível de partes da América do Sul e Antártida. Os objetos estarão bem visíveis a olho nu, mas você pode pegar um telescópio ou um par de binóculos para uma visão ainda melhor. Não se esqueça de verificar no aplicativo Sky Tonight se a ocultação lunar está visível para sua localização.

Eventos celestes de março: equinócio, conjunções planetárias, ocultação lunar

2 de março: Conjunção Vênus-Júpiter

Em 2 de março, às 04h15 GMT (01h15 BRT), Vênus (magnitude -4,0) passará a 0°32' ao norte de Júpiter (magnitude -2,1). Eles se encontrarão na constelação de Peixes. Os planetas mal se enquadrarão no campo de visão de um telescópio, mas poderão ser observados com um par de binóculos, ou mesmo a olho nu.

7 de março: Lua Cheia

A Lua Cheia da Minhoca ocorrerá em 7 de março, às 12h40 GMT (09h40 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Leão. Tecnicamente, a Lua Cheia dura apenas um momento, quando a Lua está no lado oposto da Terra a partir do Sol, mas o disco lunar aparecerá cheio por um dia antes e depois disso.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

20 de março: Equinócio de março 🌟

O equinócio de março marca o início da primavera no hemisfério norte e o primeiro dia de outono no hemisfério sul. Em 2023, o equinócio ocorre em 20 de março, às 21h25 GMT (18h25 BRT). Preparamos um quiz divertido e educativo sobre equinócios e solstícios para você. Confira se você consegue diferenciar esses dois eventos astronômicos!

Faça nosso teste para verificar seu conhecimento e aprender mais sobre esses dois eventos astronômicos.
Faça o teste!

21 de março: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 21 de março, às 17h23 GMT (14h23 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

24 de março: Ocultação lunar de Vênus

Em 24 de março, às 10h32 GMT (07h32 BRT), Vênus (magnitude -4,0) desaparecerá atrás da Lua (magnitude -10,1) na constelação de Áries. A ocultação lunar será visível de partes da África e da Ásia. Os objetos estarão bem visíveis a olho nu, mas você pode pegar um telescópio ou um par de binóculos para uma visão ainda melhor. Não se esqueça de verificar no aplicativo Sky Tonight se a ocultação lunar está visível para sua localização.

28 de março: Conjunção Lua-Marte

Em 28 de março, às 13h16 GMT (10h16 BRT), Marte (magnitude 0,9) encontrará a Lua com 7 dias na constelação de Gêmeos. A distância aparente entre os dois objetos será de 2°17'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

Eventos celestes de abril: eclipse solar híbrido, meteoros, conjunções

6 de abril: Lua Cheia

A Lua Cor-de-rosa ocorrerá em 6 de abril, às 04h34 GMT (01h34 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Virgem. Tecnicamente, a Lua Cheia dura apenas um momento, quando a Lua está no lado oposto da Terra a partir do Sol, mas o disco lunar aparecerá cheio por um dia antes e depois disso.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

16 de abril: Conjunção Lua-Saturno

Em 16 de abril, às 03h37 GMT (00h37 BRT), Saturno (magnitude 0,8) encontrará a Lua com 26 dias na constelação de Aquário. A distância aparente entre os dois objetos será de 3°29'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

20 de abril: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 20 de abril, às 04h12 GMT (01h12 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

20 de abril: Eclipse solar híbrido 🌟

O eclipse solar híbrido total/anular ocorrerá no dia 20 de abril, das 01h36 às 06h59 GMT. Ela será visível a partir de Timor Leste, Indonésia e Austrália. Na maioria dos casos, um eclipse híbrido começa como anular, torna-se total e, em seguida, reverte para anular à medida que a sombra da Lua se move através da superfície da Terra. É um evento celestial muito raro: neste século, veremos apenas 7 eclipses solares desse tipo! Teste seus conhecimentos sobre eclipses solares e lunares com o nosso questionário. Tome cuidado - é mais difícil do que você pensa!

Os eclipses solares podem ser vistos da Lua? Quando um eclipse solar foi gravado pela primeira vez em vídeo? Teste seus conhecimentos sobre eclipses solares e lunares com este teste.
Responda ao questionário!

21 de abril: Conjunção Lua-Mercúrio

Em 21 de abril, às 07h05 GMT (04h05 BRT), Mercúrio (magnitude 2,1) encontrará a Lua com 1 dias na constelação de Áries. A distância aparente entre os dois objetos será de 1°53'. É muito longe para identificá-la enquadrada ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção com um par de binóculos.

23 de abril: Pico da chuva de meteoros Líridas

A chuva de meteoros Líridas ocorrerá de 16 a 25 de abril e atingirá o pico por volta de 23 de abril. Procure o seu ponto radiante na constelação de Hércules por volta da meia-noite, hora local. Em condições ideais, você poderá ver até 18 meteoros por hora. O fino crescente da Lua iluminada a 9% não impedirá a vista. A chuva de meteoros será melhor vista do Hemisfério Norte; também será visível no Hemisfério Sul, mas o número de meteoros será menor. Faça o nosso teste e confira se você está pronto para assistir estrelas cadentes!

Faça este teste para ver se você está bem preparado para caçar meteoros e obter dicas úteis sobre como pegar o maior número de estrelas cadentes.
Responda ao questionário!

23 de abril: Conjunção Lua-Vênus

Em 23 de abril, às 13h03 GMT (10h03 BRT), Vênus (magnitude -4,1) encontrará a Lua com 3 dias na constelação de Touro. A distância aparente entre os dois objetos será de 1°18'. É muito longe para identificá-la enquadrada ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

26 de abril: Conjunção Lua-Marte

Em 26 de abril, às 02h18 GMT (em 25 de abril, às 23h18 BRT), Marte (magnitude 1,3) encontrará a Lua com 6 dias na constelação de Gêmeos. A distância aparente entre os dois objetos será de 3°13'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

Eventos celestes de maio: eclipse lunar penumbral, conjunções, ocultação lunar, alongamento de Mercúrio

5 de maio: Lua Cheia

A Lua Cheia das Flores ocorrerá em 5 de maio, às 17h34 GMT (14h34 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Balança. Tecnicamente, a Lua Cheia dura apenas um momento, quando a Lua está no lado oposto da Terra a partir do Sol, mas o disco lunar aparecerá cheio por um dia antes e depois disso.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

5 de maio: Eclipse lunar penumbral

Das 15h15 GMT às 19h32 GMT (12h45 às 16h32 BRT), os observadores da África, Oceania, Ásia, Europa Oriental e Grécia experimentarão **um eclipse lunar penumbral **. Este tipo de eclipse não é visível a olho nu, portanto, este evento só é notável para astrônomos experientes. Teste seus conhecimentos sobre eclipses solares e lunares com o nosso questionário. Tome cuidado - é mais difícil do que você pensa!

Os eclipses solares podem ser vistos da Lua? Quando um eclipse solar foi gravado pela primeira vez em vídeo? Teste seus conhecimentos sobre eclipses solares e lunares com este teste.
Responda ao questionário!

13 de maio: Conjunção Lua-Saturno

Em 13 de maio, às 13h04 GMT (10h04 BRT), Saturno (magnitude 0,8) encontrará a Lua com 23 dias na constelação de Aquário. A distância aparente entre os dois objetos será de 3°17'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

17 de maio: Ocultação lunar de Júpiter

Em 17 de maio, às 12h40 GMT (09h40 BRT), Júpiter (magnitude -2,1) desaparecerá atrás da Lua (magnitude -9,4) na constelação de Peixes. A ocultação lunar será visível de partes das Américas e da Europa. Os objetos estarão bem visíveis a olho nu, mas você pode pegar um telescópio ou um par de binóculos para uma visão ainda melhor. Não se esqueça de verificar no aplicativo Sky Tonight se a ocultação lunar está visível para sua localização.

19 de maio: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 19 de maio, às 15h53 GMT (12h53 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

26 de maio: Conjunção Lua-Vênus

Em 26 de maio, às 12h08 GMT (09h08 BRT), Vênus (magnitude -4,2) encontrará a Lua com 4 dias na constelação de Gêmeos. A distância aparente entre os dois objetos será de 2°12'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

29 de maio: Mercúrio no maior alongamento ocidental

Em 29 de maio, às 04h59 GMT (01h59 BRT), Mercúrio (magnitude 0,4) aparecerá em sua distância aparente mais distante a oeste do Sol: os corpos celestes serão separados por 24,9°. Esse evento é chamado de elongação máxima. Esse é o melhor momento para observar Mercúrio, então não perca a chance!

Eventos celestiais de junho: solstício, conjunções Lua-planetas

4 de junho: Lua Cheia

A Lua Cheia dos Morangos ocorrerá em 4 de junho, às 03h42 GMT (00h42 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Escorpião. Tecnicamente, a Lua Cheia dura apenas um momento, quando a Lua está no lado oposto da Terra a partir do Sol, mas o disco lunar aparecerá cheio por um dia antes e depois disso.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

14 de junho: Conjunção Lua-Júpiter

Em 14 de junho, às 06h33 GMT (03h33 BRT), Júpiter (magnitude -2,2) encontrará a Lua com 26 dias na constelação de Áries. A distância aparente entre os dois objetos será de 1°30'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

16 de junho: Conjunção Lua-Mercúrio

Em 16 de junho, às 20h40 GMT (17h40 BRT), Mercúrio (magnitude -0,8) encontrará a Lua com 28 dias na constelação de Touro. A distância aparente entre os dois objetos será de 4°18'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

18 de junho: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 18 de junho, às 04h37 GMT (01h37 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

21 de junho: Solstício de junho 🌟

O solstício de junho marca o primeiro dia de verão astronômico no Hemisfério Norte e o primeiro dia de inverno no Hemisfério Sul. Em 2023, ele acontecerá no dia 21 de junho, às 14h58 GMT (11h58 BRT) Esse será o dia mais longo do Hemisfério Norte; os observadores do Hemisfério Sul, pelo contrário, experimentarão a menor quantidade de luz solar e o dia mais curto do ano. Preparamos um quiz divertido e educativo sobre equinócios e solstícios para você. Confira se você consegue diferenciar esses dois eventos astronômicos!

Faça nosso teste para verificar seu conhecimento e aprender mais sobre esses dois eventos astronômicos.
Faça o teste!

22 de junho: Conjunção Lua-Vênus

Em 22 de junho, às 00h47 GMT (em 21 de junho, às 21h47 BRT), Vênus (magnitude -4,4) encontrará a Lua com 4 dias na constelação de Caranguejo. A distância aparente entre os dois objetos será de 3°41'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

Eventos celestiais de julho: Superlua, meteoros, conjunções

3 de julho: Superlua Cheia

A Superlua do Gamo ocorrerá em 3 de julho, às 11h39 GMT (08h39 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Sagitário. O prefixo “Super” significa que a Lua Cheia coincidirá estreitamente com a aproximação mais próxima do nosso satélite natural com a Terra (perigeu). Uma Superlua parece maior e mais brilhante do que uma lua cheia habitual.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

11 de julho: Conjunção Lua-Júpiter

Em 11 de julho, às 21h18 GMT (18h18 BRT), Júpiter (magnitude -2,3) encontrará a Lua com 23 dias na constelação de Áries. A distância aparente entre os dois objetos será de 2°13'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

17 de julho: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 17 de julho, às 20h53 GMT (17h53 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

20 de julho: Conjunção Lua-Vênus

Em 20 de julho, às 08h38 GMT (05h38 BRT), Vênus (magnitude -4,4) encontrará a Lua com 3 dias na constelação de Leão. A distância aparente entre os dois objetos será de 7°51'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

27 de julho: Conjunção Vênus-Mercúrio

Em 27 de julho, às 11h00 GMT (08h00 BRT), Vênus (magnitude -4,3) passará a м ao sul de Mercúrio (magnitude -0,1). Eles se encontrarão na constelação de Leão. Os planetas se enquadrarão no campo de visão de um telescópio, mas também poderão ser observados com um par de binóculos, ou mesmo a olho nu.

30 de julho: Pico da chuva de meteoros Delta Aquáridas do Sul

A chuva de meteoros Delta Aquáridas do Sul ocorrerá de 12 de julho a 23 de agosto e atingirá o pico por volta de 30 de julho. Procure seu ponto radiante na constelação de Aquário. Em condições ideais, você poderá ver até 25 meteoros por hora, apesar de neste ano, a chuva de meteoros ocorrer perto da Lua 89% iluminada, cuja luz obstruirá a vista. Assim, é melhor observar as Aquáridas do Delta do Sul após o pôr da lua até o nascer do sol. A chuva de meteoros é melhor vista do Hemisfério Sul, embora também seja visível das latitudes sulistas do Hemisfério Norte. Faça o nosso teste e confira se você está pronto para assistir estrelas cadentes!

Faça este teste para ver se você está bem preparado para caçar meteoros e obter dicas úteis sobre como pegar o maior número de estrelas cadentes.
Responda ao questionário!

Eventos celestiais de agosto: Superlua, meteoros, Saturno em oposição, Superlua Azul

1º de agosto: Superlua Cheia

A Superlua do Esturjão ocorrerá em 1º de agosto, às 18h31 GMT (15h31 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Capricórnio. O prefixo “Super” significa que a Lua Cheia coincidirá estreitamente com a aproximação mais próxima do nosso satélite natural com a Terra (perigeu). Uma Superlua parece maior e mais brilhante do que uma lua cheia habitual.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

13 de agosto: Pico da chuva de meteoros das Perseidas 🌟

A chuva de meteoros das Perseidas ocorrerá de 17 de julho a 24 de agosto e atingirá o pico por volta de 13 de agosto. Procure o seu ponto radiante na constelação de Perseus por volta da meia-noite, hora local. Em condições ideais, você poderá ver até 100 meteoros por hora. A Lua iluminada a 10% estará em fase minguante e não obstruirá a vista. A chuva de meteoros poderá ser vista melhor do Hemisfério Norte. Faça o nosso teste e confira se você está pronto para assistir estrelas cadentes!

Faça este teste para ver se você está bem preparado para caçar meteoros e obter dicas úteis sobre como pegar o maior número de estrelas cadentes.
Responda ao questionário!

16 de agosto: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 16 de agosto, às 09h38 GMT (06h38 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

27 de agosto: Saturno em oposição 🌟

Em 27 de agosto, às 14h52 GMT (11h52 BRT), Saturno alcançará a oposição ao Sol e brilhará ao máximo com uma magnitude de 0,4. O planeta dos aneis estará localizado na constelação de Aquário, parecendo um ponto amarelado a olho nu. A forma oval de Saturno estará visível com o uso de um par de binóculos, mas para ver seus anéis, você precisará de um pequeno telescópio de pelo menos 10 cm.

30 de agosto: Conjunção Lua-Saturno

Em 30 de agosto, às 18h03 GMT (15h03 BRT), Saturno (magnitude 0,4) encontrará a Lua com 14 dias na constelação de Aquário. A distância aparente entre os dois objetos será de 2°29'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

31 de agosto: Superlua Cheia Azul 🌟

A Superlua Azul ocorrerá em 31 de agosto, às 01h35 GMT (15h31 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Capricórnio.O nome “Lua Azul” é usado para uma segunda Lua Cheia acontecendo em um mês corrido. Nosso satélite natural realmente ficará azul? Confira com o nosso divertido questionário sobre as cores da Lua.

Quando se pode ver uma Lua de Sangue? Porque parece a Lua por vezes branca e por vezes cor-de-laranja? Saiba mais sobre o nosso satélite natural com este questionário!
Responda ao questionário!
Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

Além disso, essa será a maior Superlua do ano de 2023! Descubra qual é a diferença entre uma Superlua e uma Lua Cheia comum lendo o nosso artigo sobre o tema.

Eventos celestes de setembro: Equinócio, conjunções, superlua, Netuno em oposição

4 de setembro: Conjunção Lua-Júpiter

Em 4 de setembro, às 19h44 GMT (16h44 BRT), Júpiter (magnitude -2,7) encontrará a Lua com 19 dias na constelação de Áries. A distância aparente entre os dois objetos será de 3°18'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

15 de setembro: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 15 de setembro, às 01h40 GMT (14 de setembro, às 22h40 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

19 de setembro: Netuno em oposição

No dia 19 de setembro, às 16h54 GMT (13h54 BRT), Netuno chegará à oposição. O planeta brilhará com uma magnitude de 7,8 na constelação de Peixes. Ele nascerá logo após o pôr do sol na direção oposta ao Sol, atingirá seu ponto mais alto por volta da meia-noite, hora local, e permanecerá no céu até o amanhecer. Mesmo em seu estado mais brilhante, será difícil distinguir Netuno no céu noturno, por isso, leve um telescópio para apreciar a vista do planeta.

23 de setembro: Equinócio de setembro 🌟

O equinócio de setembro marca o início do outono no Hemisfério Norte e o primeiro dia da primavera no Hemisfério Sul. Em 2023, o equinócio ocorrerá no dia 23 de setembro, às 06h50 GMT (03h50 BRT). Preparamos um quiz divertido e educativo sobre equinócios e solstícios para você. Confira se você consegue diferenciar esses dois eventos astronômicos!

Faça nosso teste para verificar seu conhecimento e aprender mais sobre esses dois eventos astronômicos.
Faça o teste!

27 de setembro: Conjunção Lua-Saturno

Em 27 de setembro, às 01h25 GMT (em 26 de setembro, às 22h25 BRT), Saturno (magnitude 0,4) encontrará a Lua com 12 dias na constelação de Aquário. A distância aparente entre os dois objetos será de 2°38'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

29 de setembro: Superlua Cheia

A Superlua da Colheita ocorrerá em 29 de setembro, às 09h57 GMT (06h57 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Peixes. O prefixo “Super” significa que a Lua Cheia coincidirá estreitamente com a aproximação mais próxima do nosso satélite natural com a Terra (perigeu). Uma Superlua parece maior e mais brilhante do que uma lua cheia habitual.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

Eventos celestes de outubro: eclipse solar anular, meteoros, conjunções, eclipse lunar parcial, Lua Nova

2 de outubro: Conjunção Lua-Júpiter

Em 2 de outubro, às 03h16 GMT (00h16 BRT), Júpiter (magnitude -2,8) encontrará a Lua com 17 dias na constelação de Áries. A distância aparente entre os dois objetos será de 3°23'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

9 de outubro: Pico de chuva de meteoros Draconídeas

A chuva de meteoros Draconídeas ocorrerá de 6 a 10 de outubro e atingirá o pico por volta de 9 de outubro. Procure seu ponto radiante na constelação de Draco logo após o anoitecer. Em condições ideais, você poderá ver até 10 meteoros por hora. Os 25% de iluminação da lua na fase minguante não obstruirão a vista. A chuva de meteoros poderá ser vista melhor do Hemisfério Norte.

14 de outubro: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 14 de outubro, às 17h55 GMT (14h55 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

14 de outubro: Eclipse solar anular 🌟

No dia 14 de outubro, das 15h05 às 20h55 GMT (de 12h05 às 17h55 BRT), observadores dos Estados Unidos, México, Belize, Honduras, Nicarágua, Panamá, Colômbia e Brasil verão o eclipse solar anular. A Lua cobrirá o centro do Sol, e os observadores verão “o anel de fogo” ao seu redor. Teste seus conhecimentos sobre eclipses solares e lunares com o nosso questionário. Tome cuidado - é mais difícil do que você pensa!

Os eclipses solares podem ser vistos da Lua? Quando um eclipse solar foi gravado pela primeira vez em vídeo? Teste seus conhecimentos sobre eclipses solares e lunares com este teste.
Responda ao questionário!

22 de outubro: Pico da chuva de meteoros Orionídas

A chuva de meteoros Orionídas ocorrerá de 2 de outubro a 7 de novembro e atingirá o pico por volta de 22 de outubro. Procure seu ponto radiante na constelação de Orion por volta da meia-noite, hora local. Em condições ideais, você poderá ver até 20 meteoros por hora. A Lua com 49% de iluminação se porá logo após a meia-noite, portanto não atrapalhará a vista. A chuva de meteoros será bem vista de ambos os hemisférios. Faça o nosso teste e confira se você está pronto para assistir estrelas cadentes!

Faça este teste para ver se você está bem preparado para caçar meteoros e obter dicas úteis sobre como pegar o maior número de estrelas cadentes.
Responda ao questionário!

24 de outubro: Conjunção Lua-Saturno

Em 24 de outubro, às 07h52 GMT (04h52 BRT), Saturno (magnitude 0,5) encontrará a Lua com 10 dias na constelação de Aquário. A distância aparente entre os dois objetos será de 2°46'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

28 de outubro: Lua Cheia

A Lua Cheia do Caçador ocorrerá em 28 de outubro, às 20h24 GMT (17h24 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Balança. Tecnicamente, a Lua Cheia dura apenas um momento, quando a Lua está no lado oposto da Terra a partir do Sol, mas o disco lunar aparecerá cheio por um dia antes e depois disso.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

28 de outubro: Eclipse lunar parcial

Por volta dessa hora, das 19h36 às 20h53 GMT (16h36 às 17h53 BRT), os astrônomos verão um eclipse lunar parcial. Durante este eclipse, a parte do disco lunar parece escurecida porque está coberta pela sombra umbral da Terra. O eclipse será visível em todos os lugares do lado noturno da Terra, incluindo África, Oceania, Américas do Norte e do Sul, Ásia e Europa. A fase máxima do eclipse ocorrerá às 20h15 GMT (17h15 BRT). Nesse ponto, 12% do disco lunar estará na sombra.

Eventos celestes de novembro: oposições planetárias, meteoros, ocultação lunar

3 de novembro: Júpiter em oposição 🌟

Em 3 de novembro, às 10h44 GMT (07h44 BRT), Júpiter chegará à oposição. Procure o ponto ardente na constelação de Áries. Ele brilhará com uma magnitude de -2,9, tornando-o o objeto estelar mais brilhante depois da “estrela da manhã” Vênus.

9 de novembro: Ocultação lunar de Vênus

Em 9 de novembro, às 10h34 GMT (07h34 BRT), Vênus (magnitude -4,3) desaparecerá atrás da Lua (magnitude -10,5) na constelação de Virgem. A ocultação lunar será visível de partes da África, Europa e Groenlândia. Os objetos estarão bem visíveis a olho nu, mas você pode pegar um telescópio ou um par de binóculos para uma visão ainda melhor. Não se esqueça de verificar no aplicativo Sky Tonight se a ocultação lunar está visível para sua localização.

13 de novembro: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 13 de novembro, às 09h27 GMT (06h27 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

14 de novembro: Urano em oposição

No dia 14 de novembro, às 00h32 GMT (21h32 BRT), Urano chegará à oposição. O planeta brilhará com uma magnitude de 5,6 na constelação de Áries. Mesmo em sua maior e mais brilhante condição, Urano ainda será difícil de detectar, portanto é melhor procurá-lo com pelo menos um pequeno telescópio. O planeta estará na melhor posição para observar por volta da meia-noite, hora local.

18 de novembro: pico de chuva de meteoros Leônidas

A chuva de meteoros Leônicas ocorrerá de 6 a 30 de novembro e atingirá o pico por volta de 18 de novembro. Comece a procurar seu ponto radiante na constelação de Leão pouco antes da meia-noite local. Em condições ideais, você poderá ver até 10 meteoros por hora. Os 25% de iluminação da lua na fase crescente não obstruirão a vista. A chuva de meteoros será bem vista de ambos os hemisférios. Faça o nosso teste e confira se você está pronto para assistir estrelas cadentes!

Faça este teste para ver se você está bem preparado para caçar meteoros e obter dicas úteis sobre como pegar o maior número de estrelas cadentes.
Responda ao questionário!

27 de novembro: Lua Cheia

A Lua Cheia do Castor ocorrerá em 27 de novembro, às 09h16 GMT (06h16 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Touro. Tecnicamente, a Lua Cheia dura apenas um momento, quando a Lua está no lado oposto da Terra a partir do Sol, mas o disco lunar aparecerá cheio por um dia antes e depois disso.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

Eventos celestes de dezembro: meteoros, solstício, conjunção

12 de dezembro: Lua Nova

A Lua Nova ocorrerá no dia 12 de dezembro, às 23h32 GMT (20h32 BRT). Neste ponto, nosso satélite natural ficará entre a Terra e o Sol, então seu lado brilhante estará voltado para longe da Terra. Esse é o melhor momento para observar as estrelas, porque a luz da Lua não impedirá a vista.

14 de dezembro: Pico da chuva de meteoritos Gemínidas 🌟

A chuva de meteoros Gemínidas ocorrerá de 4 a 17 de dezembro e atingirá o pico por volta de 14 de dezembro. Procure o seu ponto radiante na constelação de Gêmeos a partir de cerca de 22h, hora local. Em condições ideais, você pode ver até 150 meteoros por hora. As Gemínidas atingirão o pico logo após a Lua Nova, então a vista não será obstruída. A chuva de meteoros será bem vista de ambos os hemisférios. Faça o nosso teste e confira se você está pronto para assistir estrelas cadentes!

Faça este teste para ver se você está bem preparado para caçar meteoros e obter dicas úteis sobre como pegar o maior número de estrelas cadentes.
Responda ao questionário!

22 de dezembro: Solstício de dezembro 🌟

O solstício de dezembro marca o primeiro dia de inverno astronômico no Hemisfério Norte e o primeiro dia de verão no Hemisfério Sul. Em 2023, acontecerá no dia 22 de dezembro, às 03h28 GMT (00h28 BRT). Esse será o dia mais curto do Hemisfério Norte; o Hemisfério Sul, pelo contrário, experimentará a maior quantidade de luz solar e o dia mais longo do ano. Preparamos um quiz divertido e educativo sobre equinócios e solstícios para você. Confira se você consegue diferenciar esses dois eventos astronômicos!

Faça nosso teste para verificar seu conhecimento e aprender mais sobre esses dois eventos astronômicos.
Faça o teste!

22 de dezembro: Conjunção Lua-Júpiter

Em 22 de dezembro, às 14h20 GMT (11h20 BRT), Júpiter (magnitude -2,7) encontrará a Lua com 10 dias na constelação de Áries. A distância aparente entre os dois objetos será de 2°36'. É muito longe para identificá-los enquadrados ao mesmo tempo por telescópio, mas você verá a conjunção a olho nu, ou de binóculos.

23 de dezembro: pico da chuva de meteoros Úrsidas

A chuva de meteoros Úrsidas ocorrerá de 17 a 26 de dezembro e atingirá o pico por volta de 23 de dezembro. Procure por seu ponto radiante na constelação da Ursa Menor. Em condições ideais, você poderá ver até 10 meteoros por hora. No entanto, este ano, a chuva de meteoros atinge o pico 3 dias antes da Lua Cheia, de modo que o disco lunar iluminado a 84% obstruirá a visão. Comece a observar a chuva de meteoros após o pôr da lua, até o nascer do sol. As Úrsidas poderão ser melhor vistas do Hemisfério Norte.

27 de dezembro: Lua cheia

A Lua Fria ocorrerá em 27 de dezembro, às 00h33 GMT (em 26 de dezembro, às 21h33 BRT). Nosso satélite natural estará na constelação de Cocheiro. Tecnicamente, a Lua Cheia dura apenas um momento, quando a Lua está no lado oposto da Terra a partir do Sol, mas o disco lunar aparecerá cheio por um dia antes e depois disso.

Quando será a próxima Lua Cheia em 2023? Quando será a Super Lua Azul neste ano? Confira nosso calendário de Luas Cheias para saber todas as datas, horários, nomes, Superluas e muito mais para o ano.
Veja Infográfico

Conclusão: Agora você conhece todos os principais eventos celestes em 2023. O melhor desses eventos está listado em nosso artigo separado sobre os 10 principais eventos celestes em 2023. Obtenha um calendário ainda mais completo no aplicativo Sky Tonight e siga-nos nas mídias sociais para acompanhar as últimas notícias de astronomia.

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology, Inc.
Trustpilot