1. Inicial
  2. Novidades astronômicas

Você deve se preocupar com a possibilidade de um asteroide atingir a Terra?

~5 min
Você deve se preocupar com a possibilidade de um asteroide atingir a Terra?

De vez em quando, nossos meios de comunicação produzem dezenas de manchetes assustadoras sobre rochas do espaço vindo em direção ao nosso planeta. Mas será que realmente existe uma chance grande de que um asteroide possa atingir a Terra no futuro próximo? Neste artigo, vamos encontrar respostas para as perguntas mais urgentes sobre asteroides potencialmente perigosos.

Índice

O que define um asteroide potencialmente perigoso?

Para ser classificado como potencialmente perigoso, um asteroide deve atender a dois critérios principais.

Primeiro, ele deve ter uma distância mínima de interseção orbital (MOID) com a Terra de 0,05 UA ou menos. Um asteroide com uma órbita dessas é capaz de ficar perigosamente perto do nosso planeta.

Segundo, ele deve ter uma magnitude absoluta de 22,0 ou menos. Estima-se que os menores asteroides com tal brilho possuam de 110 a 240 metros – o suficiente para causar danos significativos no local, em caso de impacto.

Mede-se o perigo potencial de um asteroide por meio de duas escalas: a Escala de Perigo de Impacto de Torino e a Escala de Perigo de Impacto Técnico de Palermo. A escala de Torino é utilizada para comunicar o risco potencial de um futuro impacto de asteroide ao público em geral. Nessa escala simples, atribui-se a um objeto um valor de 0 a 10 com base na sua probabilidade de colisão e na energia cinética da possível colisão. A escala de Palermo é semelhante, mas mais complexa, e é usada principalmente por astrônomos profissionais.

Que tamanho deve ter um asteroide para causar danos?

Para responder a essa pergunta, vamos dar alguns exemplos.

  • O asteroide de Chicxulub, que causou a extinção em massa na Terra há 65 milhões de anos, tinha cerca de 10 quilômetros de diâmetro. Presume-se que tenha sido esse asteroide que pôs fim à era dos dinossauros.
  • O asteroide de Tunguska, que explodiu no ar e achatou 80 milhões de árvores da floresta de taiga em 1908, tinha cerca de 100 metros de diâmetro. Esse foi, e ainda é, o maior impacto de um asteroide na história documentada.
  • Finalmente, o meteoro Chelyabinsk, que entrou na atmosfera da Terra em 2013, tinha cerca de 20 metros de diâmetro. Esse asteroide sequer atingiu a superfície terrestre, mas a explosão produzida por ele mesmo assim danificou mais de 7.000 edifícios. Para saber mais sobre esses três asteroides famosos, assista ao nosso vídeo.

Você mesmo pode tirar as conclusões. Mesmo rochas espaciais comparativamente pequenas, como o meteoro Chelyabinsk, podem causar danos locais. Asteroides maiores de 1 quilômetro podem ter efeitos em todo o mundo, como provocar uma mudança climática de longo prazo.

Quantos asteroides potencialmente perigosos existem?

Até julho de 2021, astrônomos haviam detectado 2.189 asteroides potencialmente perigosos, dos quais 158 têm mais de 1 km de diâmetro. O maior asteroide potencialmente perigoso conhecido é o (53319) 1999 JM8 – estima-se que tenha cerca de 7 km de diâmetro.

Gostaríamos de ressaltar que esses dados não implicam que todos esses asteroides acabarão por atingir a Terra – apenas que têm o potencial de fazê-lo. Nenhum desses asteroides representa qualquer risco suficiente de impacto dentro dos próximos 100 anos. Veja informações mais específicas no site da NASA CNEOS. Lá, há uma tabela que resume todos os potenciais eventos de impacto futuros e traz classificações de perigo usando as escalas de Torino e de Palermo.

Há algum asteroide a caminho da Terra em 2021?

Você pode facilmente verificar se algum asteroide se aproximará do nosso planeta em breve. Abra o site Minor Planet Center e encontre a lista de Abordagens Próximas (Close Approaches) na parte inferior direita da página principal. Ela contém todos os asteroides conhecidos que passarão perto da Terra nos próximos meses. Além do nome e da data de abordagem próxima do asteroide, você pode descobrir seu tamanho (em metros) e a distância (em distâncias lunares) a qual ele passará da Terra. A distância lunar (DL) é a distância média entre a Terra e a Lua, que equivale a cerca de 400.000 quilômetros.

Se você tiver interesse em um asteroide específico, use o Navegador de Banco de Dados de Corpos Pequenos da NASA JPL. Digite o nome ou o número do asteroide e você receberá informações amplas sobre a sua órbita, parâmetros físicos e as circunstâncias da descoberta.

Qual é a probabilidade de um asteroide atingir a Terra?

E, agora, a questão mais importante de todas: quais são as chances de que você sofrerá um impacto de um asteroide no futuro próximo? De acordo com a NASA, asteroides maiores de 100 metros que podem causar danos locais atingem a Terra aproximadamente a cada 10.000 anos. Rochas espaciais maiores de 1 quilômetro que podem ameaçar a vida no nosso planeta aparecem apenas uma vez a cada alguns milhões de anos.

Em outras palavras, há uma chance muito pequena de que você será lesado por um asteroide em algum momento da sua vida. Apesar disso, sempre convém estar preparado. Vamos dar uma olhada nas medidas que os astrônomos tomam para garantir a segurança da Terra.

Como podemos detectar asteroides próximos da Terra?

Há muitos projetos que estão sempre trabalhando na detecção de objetos próximos da Terra (NEOs) – asteroides e cometas que passam perto da órbita terrestre. Vamos citar apenas alguns desse projetos.

Primeiro, há o ATLAS: o Sistema de Último Alerta de Impacto Terrestre de Asteroides, construído no Havaí. É composto por dois telescópios de 0,5 metro de altura localizados a 160 km um do outro que sondam o céu todas as noites claras. Entre outros NEOs, o ATLAS descobriu o famoso cometa ATLAS (C/2019 Y4 ATLAS).

Em seguida, há a Sonda Celeste Catalina (CSS), localizada nas montanhas de Catalina, no Arizona, EUA. Essa sonda astronômica se concentra especificamente na detecção de asteroides potencialmente perigosos e na previsão dos riscos de impacto.

Além de telescópios terrestres, há também um telescópio espacial trabalhando na órbita da Terra. É chamado de Sonda Exploradora por Infravermelho de Campo Amplo de Objetos Próximos da Terra, ou NEOWISE. Atualmente, o NEOWISE está procurando asteroides que possam colidir com a Terra. Entre as suas muitas descobertas, está a do cometa C/2020 F3 (NEOWISE), visível a olho nu, no ano passado.

Nos últimos dez anos, sondas terrestres e por telescópios espaciais da NASA detectaram milhares de objetos próximos da Terra e fizeram grandes contribuições para os nossos conhecimentos sobre o acompanhamento de asteroides e cometas.

Como podemos impedir que asteroides atinjam a Terra?

Então, o que podemos fazer se houver um asteroide se dirigindo para a Terra? A boa notícia é que temos pelo menos uma ideia plausível de como desviá-lo. A notícia não tão boa é que precisamos de muito tempo para nos prepararmos.

O Teste Duplo de Redirecionamento de Asteroides (DART) é a missão da NASA para testar as tecnologias para prevenir um impacto de asteroide. O alvo da missão é o asteroide Dimorphos – a pequena lua do asteroide binário Didymos próximo da Terra. De acordo com o plano, a sonda DART colidirá com a minilua (que possui cerca de 160 metros), alterando, assim, a sua velocidade e período orbital. A sonda DART está prevista para ser lançada em novembro de 2021.

Mas, mesmo que a missão seja um sucesso, ainda há o fator do tempo necessário para construir a sonda. Uma típica missão espacial desse tipo leva vários anos, desde a aprovação até o lançamento. Isso significa que devemos detectar um asteroide perigoso anos (ou melhor, uma década) antes de ele se aproximar da Terra, se quisermos criar uma sonda para desviá-lo a tempo. É por isso que é tão importante encontrar tantos objetos próximos da Terra quanto possível e calcular suas órbitas com antecedência.

Obrigado por ler este artigo! Se algumas das suas perguntas sobre asteroides potencialmente perigosos ficaram sem resposta, não hesite em nos perguntar nas redes sociais. Desejamos um céu limpo e boas observações a você!

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology, Inc.
Trustpilot
Star Walk 2 Free logotipo

Star Walk 2 Free

Baixar na loja de aplicativos
Obtê-lo no Google Play