Qual é a diferença entre crepúsculo, crepúsculo vespertino e crepúsculo matutino?

~5 min
Qual é a diferença entre crepúsculo, crepúsculo vespertino e crepúsculo matutino?

Embora as pessoas costumem usar os termos “crepúsculo”, “crepúsculo vespertino” e “crepúsculo matutino” de forma indiferente, cada um deles tem uma definição astronômica exata. Além disso, existem três tipos diferentes de crepúsculo, crepúsculo vespertino e crepúsculo matutino. Vamos lidar com esses termos de uma vez por todas — e ainda dar uma explicação sobre poluição luminosa!

Conteúdo

Definição de “crepúsculo”

O crepúsculo é uma hora do dia em que o Sol está abaixo do horizonte e não é visível diretamente, mas ilumina parcialmente o céu. Podemos ver o crepúsculo porque a Terra tem uma atmosfera, onde a luz se dispersa parcialmente e ilumina nosso planeta, mesmo quando o Sol não está visível.

Tipos de crepúsculo

Existem três tipos de crepúsculo: civil, náutico e astronômico. Eles se seguem e ocorrem na mesma ordem em toda a Terra; os tipos de crepúsculo variam dependendo da posição central do Sol abaixo do horizonte:

  • Crepúsculo civil: 0–6°
  • Crepúsculo náutico: 6–12°
  • Crepúsculo astronômico: 12–18°

O período após o crepúsculo astronômico, quando o Sol desce 18° ou mais abaixo do horizonte, é chamado de “noite”.

Quanto tempo dura o crepúsculo?

A duração do crepúsculo depende da latitude, da época do ano e das condições meteorológicas. O crepúsculo mais curto é observado no equador, onde a escuridão cai 24 minutos após o pôr do sol; o mais longo pode durar cerca de seis semanas, nos polos.

Crepúsculo X crepúsculos vespertino e matutino

Os crepúsculos vespertino e matutino ocorrem quando o centro do Sol está no ponto exato abaixo do horizonte; o “crepúsculo” ocorre entre esses pontos. Por exemplo, quando o Sol está exatamente 18° abaixo do horizonte, é chamado de crepúsculo vespertino astronômico (ou crepúsculo matutino astronômico), mas o intervalo de 12 a 18 ° é o crepúsculo astronômico.

Junto com o crepúsculo, existem três tipos de crepúsculos vespertinos e matutinos. Veja o quanto abaixo do horizonte fica o centro do Sol durante cada fase:

  • Crepúsculo vespertino/matutino civil: 6°
  • Crepúsculo vespertino/matutino náutico: 12°
  • Crepúsculo vespertino/matutino astronômico: 18°

Horários do crepúsculo astronômico

A duração do crepúsculo difere em locais diferentes, portanto, não há um horário universal para isso. Mas como descobrir a hora astronômica do crepúsculo? Use um site ou aplicativo. Por exemplo, o Time and Date traz informações detalhadas sobre o nascer e o pôr do sol na sua localização.

Quando se trata de aplicativos, há várias ferramentas, como o Photopills, o Sun Surveyor e o Photographer's Ephemeris. Eles serão especialmente úteis para fotógrafos em termos de planejamento e visualização de imagens. Entre nossos aplicativos, você também encontrará um planejador de fotos conveniente para fotógrafos de exteriores: o Ephemeris. Esse aplicativo mostra os horários exatos do crepúsculo civil, náutico e astronômico, calcula o instante e a duração das horas douradas e azuis, contém informações detalhadas sobre a visibilidade da Via Láctea e muito mais.

O que posso fotografar durante o crepúsculo?

Crepúsculo civil

O crepúsculo civil é a fase mais brilhante; a maioria das pessoas se refere a esse tipo quando fala sobre o crepúsculo. Ele começa logo antes do nascer do sol ou após o pôr do sol, quando o Sol está logo abaixo do horizonte. O horizonte deve estar bem visível durante esse momento, e apenas as estrelas e planetas mais brilhantes são visíveis. As leis em muitos países exigem que as luzes da rua e os faróis dos carros sejam acesos durante essa fase.

Logo após o pôr do sol, o céu está muito claro e cheio de cores vivas. Tente capturar o início do crepúsculo civil ao anoitecer e tire algumas fotos de paisagens para revelar os diferentes tons do céu.

Crepúsculo náutico

O crepúsculo náutico é a segunda fase em que o horizonte se torna difícil de distinguir. O próprio termo veio da época em que os marinheiros usavam as estrelas para navegar no mar. Durante o crepúsculo náutico, muitas das estrelas são visíveis, tornando possível navegar de acordo com a posição delas.

Luzes artificiais iluminam totalmente as cidades durante esse intervalo, por isso ele é bom para a fotografia urbana. Mas, se nos referirmos à astrofotografia, considere capturar a Lua Cheia no horizonte. Você pode criar uma bela silhueta com a Lua ao fundo.

Crepúsculo astronômico

Quando a escuridão está quase completa, e não é possível discernir o horizonte, isso significa que o crepúsculo astronômico chegou. A Via Láctea começa a aparecer e as estrelas e planetas mais tênues podem ser observados a olho nu, a menos que a Lua esteja iluminando o céu. No entanto, galáxias, nebulosas e aglomerados globulares precisam de escuridão total quando o Sol está a mais de 18° abaixo do horizonte.

Esse é o momento perfeito para fotografar e observar objetos celestes. Se a Via Láctea estiver visível na sua localização (verifique o tempo de visibilidade no Ephemeris), tente capturar essa galáxia de tirar o fôlego, também.

O que os astrônomos querem dizer com “poluição luminosa”?

Geralmente, poluição luminosa é luz artificial excessiva ou indesejada. Os exemplos mais comuns são:

  • Postes de luz;
  • Luzes de carros;
  • Arranha-céus;
  • Painéis de publicidade.

Existem vários efeitos negativos da poluição luminosa; em termos de observações astronômicas, o principal problema é a redução da visibilidade dos objetos celestes. Mal conseguimos ver as estrelas mais brilhantes no meio de uma cidade, sem falar em constelações ou planetas inteiros. Imagine que a Via Láctea não está mais visível para mais de um terço da população mundial devido à iluminação artificial!

É por isso que os guias de observação de estrelas aconselham ficar o mais longe possível das luzes urbanas para conseguir observações melhores: um céu típico de uma cidade é até 10 vezes mais claro do que um fundo natural à meia-noite.

Embora “poluição luminosa” seja um termo genérico, há uma razão exata por trás da redução na visibilidade do céu noturno: ele é chamado de “skyglow” (brilho do céu, em inglês). O skyglow é uma luz direcionada para cima, proveniente de luminárias mal projetadas e incorretamente direcionadas, que lançam um brilho no céu. Essa luz é dispersa e refletida por partículas sólidas ou líquidas na atmosfera e, então, retorna aos nossos olhos, obliterando nossa visão do céu noturno. O efeito do skyglow não é necessariamente localizado; pode ser observado mesmo longe da fonte primária.

Resumindo: o crepúsculo é um intervalo, ao passo que o crepúsculo vespertino e o crepúsculo matutino são momentos. O crepúsculo civil não é o melhor momento para observações noturnas do céu, mas muitas estrelas se tornam visíveis durante o crepúsculo náutico. A melhor opção é começar a procurar estrelas e planetas durante o crepúsculo astronômico e continuar procurando objetos do céu profundo à noite. E encontre um lugar sem poluição luminosa; caso contrário, talvez você só consiga ver a Lua e as estrelas mais brilhantes.

Nossos aplicativos de observação de estrelas vão guiá-lo pelo céu noturno, então não se esqueça de baixar aquele que mais atenda às suas necessidades. Além disso, sempre use o modo noturno: isso vai preservar a sua visão noturna.

Com votos de céus claros e boas observações!

Crédito Texto:
Crédito de imagem:NASA