Como fotografar o céu noturno: guia para iniciantes

~7 min
Como fotografar o céu noturno: guia para iniciantes

Se você tem usado os apps Sky Tonight e Star Walk 2 para observar estrelas, provavelmente já se perguntou como tirar fotos do céu noturno. Embora seja melhor usar uma câmera manual e sem espelho ou DSLR, os smartphones mais modernos e de referência são capazes de capturar paisagens noturnas impressionantes. Com estas dicas e truques, você pode começar a tirar e a compartilhar suas próprias imagens do céu noturno enquanto aprende a contemplar as estrelas.

Conteúdo

Como fotografar o céu noturno: câmeras manuais

A melhor maneira é usar uma câmera que possa ser operada manualmente. Isso porque o céu noturno é escuro. Portanto, para fazer entrar luz suficiente em um sensor de câmera, é preciso deixar o obturador aberto por cerca de 10 segundos a vários minutos, dependendo do tipo de fotografia que você está fazendo. Claro, você também precisará de um céu completamente limpo para conseguir uma boa foto.

Equipamentos necessários

Qualquer tipo de câmera sem espelho ou DSLR pode fazer uma boa imagem do céu noturno. Você pode usar qualquer lente a qual tenha acesso, mas, quanto maior o ângulo, melhor. Para uma imagem de paisagem noturna bem aberta com estrelas acima da paisagem ou dos edifícios, você pode usar uma lente de 14 mm a 50 mm. A abertura também é importante. Quanto mais rápida a sua lente, melhor: o ideal é uma abertura de f1,8 a f4. Outro equipamento de que você precisa é um bom tripé para manter a câmera imóvel em todos os momentos. Um cabo disparador também pode ser útil para evitar quaisquer vibrações que desfoquem a imagem, embora você possa configurar um atraso de dois segundos no obturador.

Configuração e foco

A astrofotografia pode ser um hobby muito complicado e caro, mas a técnica básica para fazer uma imagem do céu noturno usando qualquer câmera manual é simples. Só é preciso um pouco de prática. Com a sua câmera no tripé, é hora de focar a sua lente (nunca use o foco automático). Há duas maneiras de fazer isso. Você pode colocar a sua lente em foco manual e definir o indicador para o infinito (o símbolo "∞"). Ou você pode brilhar uma lanterna potente em algo a uma distância média e focar manualmente sobre o objeto usando o LCD de “visão em tempo real” na parte de trás da câmera. Depois de tirar a fotografia, dê zoom no LCD e veja se as estrelas estão nítidas. Se não estiverem, basta repetir o processo até que fiquem.

Configurações a utilizar

Tirar qualquer fotografia manual significa decidir as suas configurações para ISO, abertura e velocidade do obturador. Exatamente quais configurações utilizar dependerá da sua câmera e das condições de luz ambiente ao seu redor, mas algumas boas configurações básicas são ISO 800 para uma fotografia limpa, a menor abertura que a sua lente oferecer (como f2,8 ou f4) e uma velocidade do obturador de 20 ou 25 segundos. Tire muitas fotos de teste.

Pós-processamento

Quando você olha para as suas fotografias do céu noturno na parte de trás da sua câmera, elas podem não parecer muito impressionantes. No entanto, se você fotografar no formato RAW em vez de apenas no JPEG, poderá extrair as fotos do seu cartão SD e colocá-las num software de pós-processamento, como o Adobe Lightroom ou o Photoshop. O processamento de fotos do céu noturno é uma arte, mas, se você testar configurações que incluem equilíbrio de brancos, exposição, temperatura e redução de ruído, poderá revelar uma quantidade incrível de detalhes do céu noturno.

Fotografando a Via Láctea

Capturar nossa galáxia em um arco no céu noturno é uma das fotos mais bonitas que você pode conseguir à noite. A técnica básica é idêntica à de qualquer foto do céu noturno, mas você precisa planejá-la. A Via Láctea fica mais bonita no céu noturno sem luar entre maio (muito tarde da noite no sudeste) e setembro (visível no sudoeste após o pôr do sol). O Sky Tonight informa a fase da Lua.

Rastros de estrelas e chuvas de meteoros

Já se perguntou como criar círculos de estrelas? Rastros de estrelas são fáceis, mas exigem um pouco de paciência. Usando a mesma técnica básica acima, ajuste as configurações até conseguir uma boa fotografia usando uma exposição de 30 segundos, geralmente reduzindo ligeiramente o ISO e/ou a abertura. Quando estiver satisfeito com o resultado, use uma bússola para apontar a sua câmera para o norte (em direção à Polaris, a Estrela do Norte) e faça quantas exposições de 30 segundos você tiver paciência. Com pelo menos 100 fotos idênticas, extraia os JPEGs do seu cartão SD e arraste-os para o Photoshop ou para o software gratuito StarStaX. Então, é muito fácil produzir uma incrível imagem composta de um rastro estelar. Essa também é a melhor maneira de capturar uma estrela cadente durante uma chuva de meteoros (você pode encontrar as datas nos aplicativos Sky Tonight e Star Walk 2).

Estação Espacial Internacional (EEI) e satélites

Use o aplicativo Satellite Tracker para descobrir quando e de onde a EEI ou o satélite está vindo. Cerca de 400 quilômetros acima, a EEI sempre vem do oeste ou do sudoeste e desaparece no leste ou nordeste. Fique em posição alguns minutos antes de uma passagem prevista e aponte a sua câmera para oeste-sudoeste. Assim que você vir a EEI — uma luz branca brilhante — pressione o botão do obturador na câmera, usando as mesmas configurações de antes. Convém testar de antemão e tirar uma imagem boa e nítida do céu estrelado alguns minutos antes de o satélite aparecer.

Como fotografar o céu noturno: smartphones

Tirar fotos do céu noturno usando um smartphone não lhe renderá resultados tão impressionantes quanto com uma câmera manual, mas a diferença está diminuindo. Os smartphones de referência mais modernos têm sensores maiores e modos noturnos e de pouca luz cada vez melhores.

Equipamentos necessários

A única coisa que você precisa para tirar fotos do céu noturno usando um smartphone é um tripé. Há vários tamanhos disponíveis, principalmente que contêm um suporte universal com mola. Certifique-se de escolher um que seja estável. Um controle remoto com Bluetooth também pode ajudar para que você não tenha que tocar no seu smartphone para abrir o obturador, o que evita oscilações e borrões.

Configurações e técnica

A menos que você utilize um aplicativo de câmera manual, a única forma de tirar fotografias do céu noturno utilizando um smartphone é através das configurações noturnas dedicadas do seu dispositivo. Elas são chamadas de “Modo Noturno” ou “Visão Noturna”, dependendo da marca do seu smartphone. Elas usam sensores de luz para calcular a duração da longa exposição, fazendo tudo de forma automática. Porém, se houver um modo manual, você pode escolher as configurações de ISO e de exposição.

Fotografando a Lua

Alguns smartphones de referência também têm um “modo Lua” especial que pode ampliar no nosso satélite natural. Mesmo se você não tem esse modo no seu dispositivo, pode tentar fazer close-ups da Lua através de qualquer telescópio pequeno. Basta localizar a Lua no óculo do telescópio e, em seguida, segurar a lente da câmera do smartphone contra o óculo. Toque na tela para focar a câmera e corrigir a exposição. Depois, faça algumas fotos. Para facilitar, você pode comprar um adaptador de smartphone para telescópio, que alinha melhor a câmera do smartphone com o óculo.

Dúvidas frequentes

Preciso encontrar um céu escuro para tirar fotos de estrelas?

Ajuda se você tiver um céu escuro, mas você pode tirar imagens do céu noturno mesmo em um quintal de uma grande cidade com poluição luminosa. O luar é igualmente importante. Mesmo que você esteja no lugar mais escuro do planeta, a lua cheia terá um efeito pior nas suas fotos do céu noturno do que a poluição luminosa. A melhor época para fotografar paisagens noturnas é nas 10 noites anteriores à lua nova, quando os céus estão mais escuros.

Posso apontar a minha câmera ou o meu smartphone para qualquer lugar no céu noturno?

Sim, mas uma foto que só mostre algumas estrelas não será muito interessante. Pense com carinho na composição. Tente conseguir algo interessante no primeiro plano da sua foto. Se houver estrelas atrás de um edifício ou de uma árvore, sua imagem será mais interessante.

Preciso de uma câmera full-frame sem espelho ou DSLR?

Para conseguir a melhor qualidade, ajuda se você tiver uma câmera sem espelho ou DSLR com um sensor full-frame, que captará mais luz das estrelas e da Via Láctea e produzirá menos ruído na imagem. No entanto, uma câmera com sensor cropado também fará boas imagens. Tente utilizar plenamente o equipamento da câmera que você já tem e evite comprar muitos equipamentos caros.

Posso ir além do ISO 800?

Muitas câmeras manuais modernas podem lidar com um ISO muito alto. Na verdade, alguns fotógrafos noturnos jamais usariam nada menos que o ISO 3200. No entanto, câmeras com sensor cropado mais antigas quase sempre produzem fotos mais limpas quando usadas no ISO 800 ou inferior. Apenas lembre-se de que a aparência da imagem na tela LCD não é necessariamente uma boa representação de como ela ficará no seu computador. Configurações como o ISO 6400 podem ficar incríveis na tela LCD da sua câmera; mas são arriscadas, a menos que você tenha uma câmera muito nova.

Sobre o autor: Jamie Carter é um jornalista experiente de ciência, tecnologia e viagens, além de observador de estrelas, que escreve sobre a exploração do céu noturno, eclipses solares e lunares, observação da Lua, viagens espaciais, astronomia e exploração espacial. Ele é o editor de WhenIsTheNextEclipse.com e o autor de "A Stargazing Program for Beginners: A Pocket Field Guide", bem como de muitos guias de perseguição de eclipses.

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology, Inc.
Trustpilot