A grande conjunção: Júpiter e Saturno aparecem o mais próximo desde 1623

~3 min
Jupiter and Saturn over blue mountains

No fim de 2020, Júpiter e Saturno aparecerão o mais próximo desde 1623. Confira tudo o que você deve saber sobre esse evento único na vida.

Júpiter e Saturno realmente ficarão assim tão perto?

Em termos de distância espacial, não. Na data da sua grande conjunção, que por acaso também será o solstício de inverno, Saturno estará cerca de duas vezes mais longe da Terra do que Júpiter.

Para os observadores da Terra, sim. Será a conjunção mais próxima de Júpiter e Saturno que a maioria de nós jamais chegará a testemunhar. Em dezembro, os dois planetas estarão a apenas 0,1 grau um do outro e poderão parecer uma única estrela brilhante.

O que é a grande conjunção de 2020?

Vistos da Terra, os dois gigantes gasosos parecem passar perto um do outro a cada 20 anos. Esse fenômeno é chamado de “grande conjunção”. No entanto, este ano, a distância visual entre Júpiter e Saturno será a menor dos últimos 400 anos.

Anteriormente, uma conjunção tão próxima assim aconteceu em 16 de julho de 1623 – apenas 14 anos após a invenção do primeiro telescópio. Naquela época, os gigantes gasosos estavam muito perto do Sol (13 graus a leste da estrela gigante), por isso poucas pessoas puderam observá-los. A última vez em que uma conjunção observável semelhante ocorreu foi em 4 de março de 1226.

Quando e como ver essa grande conjunção?

A grande conjunção de 2020 acontecerá no dia 21 de dezembro, às 13:22 GMT. Nesse momento, os planetas estarão na constelação de Capricórnio: o brilhante Júpiter estará cintilando em uma magnitude de -2,0, e Saturno, consideravelmente mais fraco, estará em uma magnitude de 0,6.

Embora o destaque seja o momento exato da conjunção, comece uma observação agora para ver se você conseguirá perceber a separação cada vez menor entre os dois gigantes gasosos. Mesmo depois de 21 de dezembro, eles permanecerão muito próximos um do outro e encerrarão 2020 a uma distância visual de cerca de 1 grau.

Se você observar a olho nu, os planetas parecerão brilhar como um só à primeira vista. Use um par de binóculos para vê-los separadamente no mesmo campo de visão. Para conseguir ver bem os planetas e, possivelmente, as luas de Júpiter, você vai precisar de um telescópio de 200 mm. Se o tempo não estiver favorável ou se as luzes brilhantes da cidade interferirem na sua observação, não se preocupe. Use o Star Walk 2 para não perder esse evento notável. Configure uma notificação, localize os planetas no aplicativo e ative o Modo RA para ver o céu em tempo real na tela.

Quando será a próxima grande conjunção?

As próximas grandes conjunções depois de 2020 ocorrerão em 2040 e 2060. No entanto, a separação visual mínima entre Júpiter e Saturno durante esses dois eventos será de 1,1 grau, ou 11 vezes maior que em 2020.

Quando dizemos que a conjunção de 2020 é excepcionalmente próxima, estamos falando sério. Ao longo de mais de mil anos, de 1600 a 2599, há apenas seis grandes conjunções em que a separação mínima entre Júpiter e Saturno é inferior a 0,2 grau: 1623, 1683, 2020, 2080, 2417 e 2477.

Acompanhe a gente para receber notificações sobre os eventos astronômicos mais notáveis! Desejamos um céu claro e boas observações a você.

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology
Star Walk 2 logotipo

Star Walk 2

Baixar na loja de aplicativos
Obtê-lo no Google Play