A NASA lança a Lucy!

~3 min
A NASA lança a Lucy!

A NASA está pronta para lançar sua missão Lucy, que ajudará os cientistas a entender como os planetas do Sistema Solar se formaram. Hoje, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre essa missão notável.

O que é a Lucy?

Lucy é a sonda espacial da NASA que se tornará a primeira a estudar os asteroides troianos de Júpiter. A missão vai durar 12 anos, durante os quais Lucy vai explorar sete alvos diferentes: um asteroide do cinturão principal e seis troianos. Nenhuma outra espaçonave na história conseguiu visitar tantos asteroides durante a mesma missão.

Em sua jornada de 12 anos, Lucy viajará quase 6,5 bilhões de quilômetros e dará três voltas e meia ao redor do Sol. A velocidade média da espaçonave será de cerca de 63.000 km/h; quando a Lucy passar por cada um dos asteroides, ela estará se deslocando a uma velocidade de 24.000 km/h.

O que são os asteroides troianos?

Troianos são quaisquer asteroides na órbita de um planeta ou de uma grande lua que permaneçam perto de um de seus pontos de Lagrange — L4 e L5. A maioria dos asteroides troianos conhecidos compartilha a órbita de Júpiter. Eles são divididos em dois grandes grupos: o campo grego, no L4, e o campo troiano, no L5.

Por que os troianos de Júpiter são importantes para os cientistas? Os asteroides troianos são resquícios dos primeiros dias do Sistema Solar — eles existiam mesmo antes de os planetas serem formados. Enquanto muitas outras rochas espaciais primordiais foram espalhadas para regiões distantes do Sistema Solar e além, os troianos foram capturados por Júpiter, que nossa espaçonave é capaz de alcançar. Se estudarmos esses asteroides, poderemos aprender mais sobre a história do Sistema Solar e, talvez, sobre as origens dos materiais orgânicos na Terra.

Alvos da missão Lucy

Em 2025, antes de visitar os troianos, Lucy sobrevoará o asteroide 52246 Donaldjohanson do cinturão principal. Esse pequeno asteroide servirá principalmente como um objeto de teste para os equipamentos científicos da espaçonave.

Em 2027, Lucy chegará ao campo grego dos troianos de Júpiter, no L4. Lá, ela visitará quatro asteroides troianos: 3548 Eurybates, 15094 Polymele, 11351 Leucus e 21900 Orus.

Depois disso, Lucy voltará para a Terra para receber uma ajuda da gravidade e, em seguida, iniciará sua jornada para o campo troiano, no L5. Em 2033, a espaçonave voará pelo par binário de asteroides: 617 Patroclus e seu companheiro Menoetius.

Você pode ver animações e um diagrama mostrando todos os voos de Lucy no site oficial da missão.

O que Lucy estudará?

Lucy está equipada com câmeras de alta resolução, um espectrômetro infravermelho e um espectrômetro térmico. Esses instrumentos científicos ajudarão a recolher dados sobre a geologia da superfície dos asteroides, a composição da subsuperfície, a massa, a densidade e outras propriedades. Lucy também procurará satélites e anéis que alguns dos asteroides troianos possam ter.

Data de lançamento da Lucy

Lucy decolou em 16 de outubro de 2021 do Complexo de Lançamento Espacial 41 na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral (Flórida, EUA). A espaçonave foi transportada por um foguete Atlas V da United Launch Alliance.

Curiosidades

  • A espaçonave Lucy foi batizada em homenagem ao esqueleto fossilizado de Australopithecus afarensis descoberto em 1974. O esqueleto de Lucy, por sua vez, foi batizado em homenagem à música dos Beatles “Lucy in the Sky with Diamonds”.
  • O primeiro asteroide que Lucy visitará — 52246 Donaldjohanson — recebeu o nome de um dos descobridores do fóssil Lucy.
  • Depois de estudar os troianos no L4 de Júpiter, Lucy voltará à Terra para receber uma ajuda da gravidade. Assim, ela se tornará a primeira espaçonave a retornar às vizinhanças da Terra vinda do Sistema Solar externo.
  • Lucy carrega uma placa com informações para os nossos descendentes. Ela inclui a data de lançamento da espaçonave, as posições dos planetas na data do lançamento e citações de pessoas famosas, como Albert Einstein, Carl Sagan e John Lennon.

Tomara que Lucy chegue aos troianos de Júpiter com sucesso e nos forneça alguns fatos novos e interessantes sobre a história do Sistema Solar. Boa sorte, Lucy!

Trustpilot