Cão Maior: Guia da Constelação

~7 min
Cão Maior: Guia da Constelação

O que a constelação de Cão Maior tem de tão especial? É uma das mais fáceis de encontrar, com a estrela mais brilhante de todo o nosso céu. Aprenda quando e como observá-la.

Saiba como encontrar com facilidade famosos padrões de estrelas e constelações no céu noturno. Descubra curiosidades sobre cada uma das constelações.
Veja Infográfico

Índice

Fatos sobre Cão Maior

  • Nome: Cão Maior (Canis Major)
  • Abreviatura: CMa
  • Tamanho: 380 graus quadrados
  • Ascensão reta: 7 h
  • Declinação: −20º
  • Visível entre: 60°N–90°S
  • Hemisfério celeste: Sul
  • Estrela mais brilhante: Sirius (Alpha Canis Majoris)
  • Principais estrelas: 15
  • DSO de Messier: 1
  • Constelações limítrofes: Unicórnio, Lebre, Pomba, Popa

Localização de Cão Maior

Cão Maior pertence ao hemisfério celestial sul e é visível em latitudes entre 60°N e 90°S. Observadores do Hemisfério Sul podem vê-la entre novembro e abril. No Hemisfério Norte, a constelação aparece de dezembro a março e sobe tão baixo acima do horizonte que a parte sul dela fica pouco visível.

Onde está Cão Maior no céu?

Cão Maior está ao lado do seu mestre, o caçador Órion. Junto com Cão Menor, Lebre e Unicórnio, elas pertencem à família Órion de constelações. Elas representam uma cena de caça: Órion e seus cães estão perseguindo a lebre, enquanto o unicórnio está se empinando.

Como encontrar Cão Maior no céu?

Para localizar Cão Maior, procure o asterismo Cinturão de Órion. Ele servirá como um marco para Sirius, a estrela mais brilhante na constelação que marca o pescoço do cão. Você talvez precise de binóculos para detectar o resto das estrelas que formam a figura do cão.

  • Nas latitudes ao norte, a constelação aparece baixa acima do horizonte. Se você observar o céu no Hemisfério Norte, desenhe uma linha imaginária através das três estrelas do Cinturão de Órion. Estique a linha para baixo, e ligeiramente à sua esquerda você encontrará Sirius. Abaixo e à esquerda dela, você poderá ver Adhara e Wezen, marcando os quadris e as patas traseiras do cão. Estas duas estrelas formam um triângulo quase-equilátero com Aludra, que está localizada à esquerda e representa a cauda do cão. À direita de Sirius, você poderá encontrar Murzim, que são as patas dianteiras, e à esquerda verá Muliphen, que é o olho.

  • No Hemisfério Sul, as constelações aparecem giradas em 180 graus: de cabeça para baixo e invertidas da esquerda para a direita; portanto, Órion está abaixo de Cão Maior. A linha imaginária através das três estrelas do Cinturão de Órion deverá apontar para cima: Sirius estará nessa direção. As patas traseiras do cão (Wezen e Adhara) estarão acima da cabeça dele. A cauda do cão, Aludra, estará localizada à sua direita. Murzim (as patas dianteiras) estará à esquerda de Sirius, e Muliphen (o olho) estará à direita.

Como encontrar Cão Maior com aplicativos de observação de estrelas?

A maneira mais fácil de localizar Cão Maior é usando aplicativos de observação de estrelas. Dessa forma, você com certeza não se enganará, e identificará todas as estrelas corretamente. Vamos explicar como encontrar a constelação usando os aplicativos Star Walk 2 e Sky Tonight.

Star Walk 2:

  • Abra o aplicativo e toque no ícone da lupa no canto inferior esquerdo da tela;
  • Digite "Cão Maior" na barra de busca;
  • Toque no resultado de busca correspondente;
  • Você verá a posição atual da constelação no céu;
  • Aponte seu dispositivo para o céu e siga a seta branca para encontrar a constelação.

Sky Tonight:

  • Abra o aplicativo e toque no ícone da lupa na parte inferior esquerdo da tela;
  • Digite "Cão Maior" na barra de busca;
  • Encontre o nome da constelação que aparecerá nos resultados da busca;
  • Toque no ícone de alvo ao lado do nome;
  • Você verá a posição atual da constelação no céu;
  • Aponte seu dispositivo para o céu e siga a seta branca para encontrar a constelação.

Estrelas mais brilhantes de Cão Maior

Cão Maior tem vários padrões que incluem vários números de estrelas, de 8 a 16. A maioria dos padrões apresenta as estrelas mais conhecidas da constelação: Sirius, Adhara, Wezen, Murzim (Mirzam), Aludra, Phurud e Muliphen (Muliphein). Vamos dar uma olhada nas 3 estrelas mais brilhantes de Cão Maior.

Sirius (α CMa, HR 2491, HIP 32349)

Sirius (Alpha Canis Majoris), que significa “escaldante” ou “incandescente” em grego, é a estrela mais brilhante (logo após o Sol) e o 7º corpo celeste mais brilhante (magnitude de -1,46). Na verdade, ela não é uma estrela só, mas um sistema estelar binário composto por Sirius A, a maior e mais brilhante das duas estrelas, e Sirius B, que é conhecida como “Pup”.

Sirius é chamada de “estrela do Cão” pois está na coleira do cão celestial. Mas essa não é a única maneira pela qual ela está associada a cães. Para os gregos e romanos, Sirius, que nasce logo antes do Sol no céu do verão, também marcava o período dos Dias de Cão: o período em que é insuportavelmente quente ao ar livre, e quando apenas os cães são loucos o suficiente para andar lá fora.

Adhara (ε CMa, HR 2618, HIP 33579)

Como Sirius, Adhara (Epsilon Canis Majoris) também é um sistema estelar binário. Seu nome significa “donzelas” em árabe. É a segunda estrela mais brilhante de Cão Maior. Mas houve uma época em que Adhara era a mais brilhante em todo o céu (foi há 4,7 milhões de anos, então é improvável que você tenha testemunhado isso). Embora ela tenha se apagado desde então, ainda é a fonte de luz ultravioleta mais brilhante em nosso céu. Sua magnitude aparente é de 1,5.

Wezen (δ CMa, HR 2693, HIP 34444)

Wezen (Delta Canis Majoris) é uma estrela supergigante branco-amarela com uma magnitude de 1,8. Seu nome vem da palavra árabe para "peso". A estrela é, de fato, “pesada”: ela mal sobe acima do horizonte no Hemisfério Norte. Além disso, Wezen é 17 vezes mais massiva que o Sol. Em 100.000 anos, ela se tornará uma supergigante vermelha e, consequentemente, uma supernova.

Objetos do céu profundo em Cão Maior

Cão Maior tem 45 objetos do céu profundo, um deles pertencente à lista de Messier.

Aglomerado da Pequena Colmeia

O Aglomerado da Pequena Colmeia (Messier 41, M41, NGC 2287) é o único objeto de Messier na constelação de Cão Maior. É um aglomerado aberto que contém cerca de 100 estrelas. Ele tem uma magnitude aparente de 4,5, o que é aceitável mesmo a olho nu; porém, evidentemente, binóculos melhoram a visão. Encontre o aglomerado abaixo de Sirius, na área onde estaria o coração do cão.

Galáxia Anã do Cão Maior

A superdensidade anã de Cão Maior (CMa Anã, PGC 5065047) é classificada como uma galáxia irregular separada pelo campo gravitacional da Via Láctea. Ela contém cerca de um bilhão de estrelas, a maioria gigantes vermelhas. A Galáxia Anã do Cão Maior é considerada nossa vizinha mais próxima: está localizada a 25.000 anos-luz de distância do Sistema Solar e a 42.000 anos-luz de distância do centro da Via Láctea. No entanto, é difícil de observar, porque a poeira e os gases perto do plano da Via Láctea a obscurecem.

Capacete de Thor

O Capacete de Thor (NGC 2359, a Nebulosa do Pato) é uma nebulosa de emissão que se assemelha à forma do capacete alado usado pelo deus nórdico do trovão. É dez vezes maior que o Sistema Solar e está a 12.000 anos-luz de distância de nós. O Capacete de Thor está muito longe para ser visto através de binóculos, mas proprietários de grandes telescópios podem encontrá-lo acima da cabeça do cão. Além disso, é um objeto popular para a astrofotografia.

Mitologia de Cão Maior

Mitos gregos

De acordo com o mito grego, "Cão Maior representa Laelaps", o cão mágico que conseguia caçar e apanhar qualquer presa**. O mito diz que o cão passou por vários donos e eventualmente foi mandado atrás da raposa teumessiana, um animal mágico que nunca poderia ser capturado. Zeus percebeu que a caçada seria interminável e os transformou em pedra. Então, em uma versão, ele colocou ambos os animais no céu, o cão como Cão Maior e a raposa como Cão Menor. Outra versão diz que o cachorro foi o único imortalizado nas estrelas. Os gregos também consideravam que Cão Maior e Cão Menor eram os dois cães pertencentes ao caçador Órion.

Cão Maior em outras culturas

Pessoas de diferentes culturas associaram as estrelas na constelação de Cão Maior a diferentes personagens e símbolos. Os romanos acreditavam que Cão Maior era o cão que guardava Europa, mas que não conseguiu impedir Júpiter de sequestrá-la. O povo mesopotâmico via a constelação não como um cão, mas como uma flecha e um arco. Astrônomos chineses classificaram as estrelas de Cão Maior como um grupo de asterismos: O Mercado Militar, O Galo Selvagem, O Arco e a Flecha, e O Lobo Celestial. No Antigo Egito, as pessoas prestavam atenção especial a uma estrela em particular, Sirius: sua aparição no céu da madrugada em junho anunciaria a inundação do Nilo, que marcava o início do ano.

Perguntas frequentes

Quando Cão Maior foi descoberta?

Em 150 d.C., o cientista grego Ptolomeu publicou O Almagesto, um livro no qual foram descritas 48 constelações descobertas por astrônomos gregos. Cão Maior estava entre elas. Os mesopotâmicos mencionaram suas estrelas ainda antes: Sirius e as estrelas ao sul de Cão Maior foram descritas em tábuas que datam de 1100 a.C.

Qual é a distância entre Cão Maior e a Terra?

É difícil dar uma resposta definitiva, porque as estrelas unidas em uma única constelação podem estar a diferentes distâncias da Terra. Por exemplo, há 8,6 anos-luz entre a Terra e Sirius, e 430,5 anos-luz entre a Terra e Adhara, que é a próxima em termos de brilho.

Qual é o melhor mês para ver Cão Maior?

Para observadores do Hemisfério Sul, a constelação é visível entre novembro e abril. Ela aparece no Hemisfério Norte de dezembro a março, atingindo sua altura máxima acima do horizonte em fevereiro.

Sirius e Cão Maior são a mesma coisa?

Não. Cão Maior é uma constelação, e Sirius é sua estrela mais brilhante. Você aprenderá as características especiais das constelações e nunca as confundirá com as estrelas depois de passar no nosso quiz!

Padrões misteriosos de estrelas no céu noturno fascinam as pessoas desde os tempos antigos. Neste teste, você precisará adivinhar constelações famosas a partir de suas imagens. Você conseguirá distinguir Cassiopeia da Ursa Maior? Jogue nosso jogo de adivinhação e descubra!
Responda ao questionário!

Sirius é a Estrela do Norte?

Não, Sirius e a Estrela do Norte (Polaris) são duas estrelas diferentes. Ambas são as mais brilhantes em suas constelações (a Estrela do Norte está localizada em Ursa Menor). Sirius também é a estrela mais luminosa de todo o céu.

Agora você sabe tudo o que precisa saber sobre Cão Maior. Você aprendeu a história por trás de seu nome, as maneiras de encontrá-la no céu e a melhor hora para observá-la. Compartilhe os conhecimentos com seus amigos através de apps de mensagens ou das redes sociais. Com votos de céus claros e boas observações!

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology, Inc.
Trustpilot