Guia de Chuvas de Meteoros de dezembro de 2021

~4 min
Guia de Chuvas de Meteoros de dezembro de 2021

Várias chuvas de meteoros notáveis ​​acontecerão em dezembro, incluindo a prolífica Gemínidas. Confira aqui uma lista de nove chuvas de meteoros que atingirão seus picos de atividade neste mês.

Responda esse questionário e teste suas habilidades de captura de estrelas cadentes. Ele contém dicas úteis e informações gerais sobre chuvas de meteoros.

Picos das principais chuvas de meteoros

14 de dezembro: Gemínidas

  • THZ: 150
  • Iluminação da lua: 81%
  • Atividade: 4 a 20 de dezembro
  • Localização radiante: constelação de Gêmeos
  • Visível de: qualquer lugar

A chuva de meteoros Gemínidas, associada ao asteroide 3200 Phaethon, é um dos fluxos mais prolíficos do ano. Em uma noite escura próxima a do pico, é possível ver 50 meteoros em uma hora; é possível captar 150 meteoros por hora na noite de pico. Esses meteoros favorecem o hemisfério norte, mas também são visíveis nas latitudes meridionais. A melhor hora para observar as Gemínidas é às 2h, horário local, mas entre 13 a 14 de dezembro, mais de 80% da Lua iluminada se porá apenas por volta das 4h, deixando aos observadores algumas horas para verem os meteoros antes do nascer do sol.

22 de dezembro: Úrsidas

  • THZ: 10
  • Iluminação da lua: 90%
  • Atividade: 16 a 26 de dezembro
  • Localização radiante: constelação da Ursa Menor
  • Visível de: Hemisfério Norte

As Úrsidas, cujo corpo parental é o cometa 8P/Tuttle, sempre atingem seu pico por volta do solstício de dezembro. Em geral, elas fornecem cerca de dez meteoros por hora no máximo; no entanto, já houve registro de surtos de atividade, com 100 meteoros por hora. Observar as Úrsidas neste ano será bastante difícil : seu número máximo de meteoros ocorre apenas três dias após a Lua Cheia. Portanto, nas noites de pico, nosso satélite natural eclipsará a maioria dos meteoros.

Picos de chuvas de meteoros menores

7 de dezembro: Puppid-Velids

  • THZ: 10
  • Iluminação da lua: 14%
  • Atividade: 1 a 15 de dezembro
  • Localização radiante: constelação de Puppis
  • Visível de: Hemisfério Sul

O corpo parental da Puppid-Velids é desconhecido; esta chuva de meteoros, em geral, é pouco estudada. Assim como as Úrsidas, ela também fornece cerca de dez meteoros durante o pico, mas neste caso, não há interferência do luar. Você pode até captar uma brilhante bola de fogo por volta de 7 de dezembro, já que elas têm sido regularmente relatadas para esta chuva de meteoros. Embora seja visível principalmente do hemisfério sul, dê uma chance se você mora na parte sul do hemisfério norte.

9 de dezembro: Monocerótidas de dezembro

  • THZ: 3
  • Iluminação da lua: 33%
  • Atividade: 5 a 20 de dezembro
  • Localização radiante: constelação de Monoceros
  • Visível de: qualquer lugar

Os meteoros das Monocerótidas de dezembro originaram-se do cometa C/1917 F1 (Mellish). Este fluxo é o menos conhecido das duas chuvas conhecidas como Monocerótidas. Em quase todos os anos, o número máximo de meteoros produzidos varia de 2 a 3. Esta chuva de meteoros não é propriamente espetacular, mas seu pico ocorre simultaneamente com outro fluxo.

9 de dezembro: Sigma Hydrids

  • THZ: 7
  • Iluminação da lua: 33%
  • Atividade: 3 a 20 de dezembro
  • Localização radiante: constelação de Hydra
  • Visível de: qualquer lugar

Outra chuva de meteoros com pico em 9 de dezembro de 2021 é a Sigma Hydrids. Esta chuva de meteoros, cujo corpo parental é desconhecido, repetidamente apresenta meteoros brilhantes. Além disso, neste ano, o luar não será um obstáculo grave às suas observações. Portanto, fique à vontade para ir à caça de meteoros da Sigma Hydrid e das Monocerótidas de dezembro.

16 de dezembro: Comae Berenicids

  • THZ: 3
  • Iluminação da lua: 94%
  • Atividade: 12 a 23 de dezembro
  • Localização radiante: constelação Comae Berenices
  • Visível de: qualquer lugar

A Comae Berenicids é uma chuva de meteoros fraca, e seu um corpo parental não foi detectado. Em 2021, as condições para observações são desfavoráveis ​​- no pico da noite, a lua quase cheia eclipsará os meteoros.

19 de dezembro: Leonis Minorids de dezembro

  • THZ: 5
  • Iluminação da lua: 100%
  • Atividade: 5 de dezembro a 4 de fevereiro
  • Localização radiante: constelação de Leão Menor
  • Visível de: qualquer lugar

Assim como a Comae Berenicidas, a chuva de meteoros Leonis Minorids de dezembro é um fluxo fraco, cujo corpo parental é desconhecido. A noite de sua atividade máxima também será ofuscada pelo brilho da Lua cheia. A boa notícia aqui é que a Leonis Minorids de dezembro dura bastante, então seus meteoros podem ser vistos mais tarde, quando a luminosidade da Lua estiver menor.

Picos de chuvas de meteoros variáveis

Aqui estão mais duas chuvas de meteoros esperadas para dezembro. Seu THZ é variável, o que significa que periodicamente apresentam surtos de atividade , mas em geral, são fracas e difíceis de ver. Em 2021, não há projeções para sua alta atividade.

2 de dezembro: Phoenicids

  • THZ: Variável
  • Iluminação da lua: 5%
  • Atividade: 28 de novembro a 9 de dezembro
  • Localização radiante: constelação de Phoenix
  • Visível de: Hemisfério Sul

6 de dezembro: Phi Cassiopeiids

  • THZ: Variável
  • Iluminação da lua: 7%
  • Atividade: 1 a 8 de dezembro
  • Localização radiante: constelação de Cassiopeia
  • Visível de: qualquer lugar

Agora você sabe quais chuvas de meteoros atingirão atividade máxima em dezembro. Escolha o seu alvo, confira a previsão do tempo para as datas de pico em nosso app Sky Tonight, e saia à caça de meteoros! Não se esqueça de compartilhar sua experiência conosco pelas redes sociais.

Com votos de céus claros e boas observações!

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology, Inc.
Trustpilot