Tente avistar Vênus, Mercúrio e Urano hoje à noite!

~3 min
Venus, Mercury, Uranus Meet In the Sky

De 24 a 26 de abril, veja os três planetas se encontrando no céu – eles não serão fáceis de observar, então prepare-se para um desafio. No artigo de hoje, vamos contar onde e quando procurar o trio e também dar algumas dicas para a melhor observação. Vamos começar!

Onde está Vênus agora?

Em 26 de março de 2021, Vênus alcançou a conjunção solar superior, começando sua transição de estrela da manhã para objeto do céu noturno. Não tem sido possível observar o planeta há várias semanas, e ele continua sendo um corpo celeste difícil de detectar. Ele permanece próximo do brilho do pôr do sol e se põe junto com o Sol antes de escurecer. Em maio, o glorioso Vênus voltará ao nosso céu noturno e permanecerá lá pelo resto do ano.

A boa notícia para os observadores é que Vênus é relativamente brilhante: é classificado como o terceiro objeto celeste mais brilhante depois do Sol e da Lua, respectivamente. Saiba mais sobre o incrível planeta Vênus com o nosso artigo recente.

Mercúrio perto do Sol

Mercúrio também não será fácil de ver em abril, pois ele está transitando do céu da manhã para o céu noturno. O ágil planetinha é oito vezes mais escuro que Vênus, mas, no momento, está brilhando tão intensamente quanto Sirius – a estrela mais brilhante do céu noturno. Em 19 de abril de 2021, esse planeta também passou muito perto do Sol no céu, alcançando a conjunção solar superior. Depois disso, Mercúrio começou seu caminho longe do pôr do sol para oscilar até a sua maior separação oriental (ou noturna) do Sol, em 17 de maio de 2021. Até esse momento, Mercúrio ficará nas proximidades de Vênus no céu noturno. Do Hemisfério Norte, o planeta se tornará visível após o pôr do sol no fim de abril. Maio será o melhor mês para os observadores desses locais visualizarem Mercúrio no céu noturno.

Onde está Urano hoje à noite?

Urano também está muito próximo do Sol, à espera da sua conjunção solar, que acontecerá em 30 de abril de 2021, às 19:44 GMT. Na aproximação mais estreita, Urano aparecerá a 0°24' do Sol e deixará de ser observável durante várias semanas, perdendo-se no brilho do Sol.

Em torno do mesmo período, Urano estará em seu ponto mais distante da Terra, porque esses dois planetas estarão posicionados em lados opostos do Sistema Solar. Após a conjunção solar, Urano reaparecerá a oeste do Sol e se tornará visível no céu antes do amanhecer por um período mais longo.

Dicas de observação

Todos os três planetas estarão visíveis juntos em 24 de abril, depois do pôr do sol. Mais tarde, Urano se afastará dos vizinhos mais brilhantes e ficará mais perto do Sol. Enquanto isso, continue observando Vênus e Mercúrio se juntando, em 25 e 26 de abril.

Os observadores do Hemisfério Norte terão uma visão melhor, pois, nesse hemisfério, os planetas ficarão mais tempo no céu após o pôr do sol. Em latitudes mais ao sul, o trio vai se pôr mais cedo. E, qualquer que seja a sua localização, lembre-se de encontrar um horizonte desobstruído e de observar na direção do pôr do sol. Tenha cuidado e não aponte os binóculos diretamente para o Sol! Verifique o clima com antecedência – é necessário um céu limpo para ver os planetas. Como a janela de observação será curta, use o Star Walk 2 para ver a posição dos planetas no céu; escolha o melhor momento de visualização com a ajuda do recurso Máquina do Tempo.

É um verdadeiro desafio ver Vênus, Mercúrio e Urano nesses dias, então não se preocupe se você não conseguir vê-los em abril. Você terá uma segunda chance de ver uma conjunção de Vênus e Mercúrio no fim de maio. Então, os dois planetas subirão mais alto depois do pôr do sol e ficarão mais tempo no céu. Mesmo que Urano fique bastante longe de Vênus e Mercúrio, as chances de vê-lo serão melhores.

Desejamos um céu limpo e boas observações a você!

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology
Star Walk 2 logotipo

Star Walk 2

Baixar na loja de aplicativos
Obtê-lo no Google Play