A Lua, Saturno e Júpiter encontram-se no céu da noite

~2 min
A Lua, Saturno e Júpiter encontram-se no céu da noite

Mais uma vez o mundo pode testemunhar o reencontro de três corpos celestes radiantes: a Lua, o brilhante Júpiter e o dourado Saturno. Leia mais para descobrir como observar esse ilustre trio e determinar o melhor horário de visualização.

A Lua dança com Júpiter e Saturno

A Lua chegará muito perto do maior planeta do Sistema Solar, Júpiter, em 29 de agosto de 2020, à 01:43 GMT. A Lua brilhará em uma magnitude de -12,4, enquanto Júpiter estará em uma magnitude de -2,6. No mesmo dia, várias horas depois, às 16:59 GMT, o outro gigante gasoso, Saturno (cuja magnitude será de 0,1), se juntará a essa dupla astronômica. Três corpos celestes se reunirão na constelação de Sagitário, onde Júpiter e Saturno permanecerão até o fim deste ano.

Você pode detectar o trio na parte sul do céu ao anoitecer. Procure a lua crescente convexa para encontrar com facilidade gigantes gasosos claros brilhando ao lado dela. É possível ver Júpiter e Saturno a olho nu ou através de um binóculo. Você não vai confundir esses planetas, pois Júpiter é esbranquiçado e cerca de 8 vezes mais brilhante que Saturno, de cor dourada. Um telescópio amador vai ajudá-lo a observar as luas galileanas de Júpiter (Io, Calisto, Ganimedes e Europa) e a Grande Mancha Vermelha, juntamente com os incríveis anéis e os satélites naturais de Saturno.

O brilho de Júpiter e de Saturno é causado por dois fatores: seu grande tamanho e a alta refletividade, também chamada de albedo (“brancura” em latim). Por serem os maiores planetas do nosso Sistema Solar, Júpiter e Saturno refletem cerca de 52% e 47% da luz solar, respectivamente. A Lua não é capaz de competir com eles, já que reflete apenas 12% da luz solar, mas, por estar muito mais perto da Terra, parece tão brilhante no céu da noite.

Confira os horários do nascer e do pôr da Lua e dos gigantes gasosos no aplicativo Star Walk 2. Além disso, o aplicativo ajuda a localizá-los no céu. Ative o modo de RA para apreciar a Lua, Júpiter e Saturno brilhando sobre a sua localização atual entre constelações e estrelas radiantes.

A Lua no afélio

Além disso, a Lua vai passar o afélio – o ponto mais distante do Sol em sua órbita – em 31 de agosto de 2020, às 02:37 GMT. Enquanto está no afélio, a Lua se encontra a uma distância de 1,0118 UA do Sol. Geralmente, a Lua passa esse ponto ao mesmo tempo em que atinge a sua fase cheia, estando no lado oposto da Terra em relação ao Sol.

A próxima Lua cheia enfeitará o céu na quarta-feira, 2 de setembro de 2020. A Lua Cheia do Milho será a última a ocorrer entre o solstício de verão e o equinócio de outono. Acompanhe a gente e não perca a última Lua cheia deste verão astronômico!

Céus claros e boas observações!

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology

Star Walk 2

Star Walk 2 logotipo
Baixar na loja de aplicativos
Obtê-lo no Google Play