Chuvas de meteoros de setembro de 2021: guia completo

~3 min
Chuvas de meteoros de setembro de 2021: guia completo

Três chuvas de meteoros — as Alfa-Aurigídeas, as Perseidas Epsilon de Setembro e as Sextantídeas Diurnas — vão produzir o maior número de meteoros em setembro. Quer saber como avistar "estrelas cadentes" hoje à noite? Leia nosso artigo para descobrir tudo sobre as chuvas de meteoros de setembro!

Consiga mais dicas para observar meteoros e aumentar ao máximo as suas chances de avistar o espetacular show estelar no céu e, depois, responda ao nosso questionário sobre chuvas de meteoros para ver quão bem você se preparou para caçar meteoros!

1º de setembro: as Alfa-Aurigídeas

O pico da chuva de meteoros Alfa-Aurigídeas marcará o início do mês: em 1º de setembro, esse fluxo produzirá sua taxa máxima de meteoros. As Alfa-Aurigídeas estão ativas de 28 de agosto a 5 de setembro todos os anos. Essa rara chuva de meteoros é conhecida desde 1935, quando sua notável atividade foi observada por C. Hoffmeister e A. Teichgraeber. O corpo progenitor do fluxo é o cometa de longo período C/1911 N1 Kiess.

Os meteoros das Alfa-Aurigídeas parecem originar-se do ponto próximo da estrela brilhante Alpha Aurigae, também conhecida como Alfa do Cocheiro ou Capela, na constelação de Auriga (Cocheiro); eles entram na atmosfera a uma velocidade de 66 km/s. Essa chuva de meteoros pode produzir explosões de atividades raras observadas em 1935, 1986, 1994 e 2019, mas normalmente mostra uma taxa horária zenital de seis meteoros por hora.

Observadores de estrelas do Hemisfério Norte devem aguardar até as 23 horas do horário local. No Hemisfério Sul, os meteoros estarão visíveis a partir de cerca das 3 a 4 da manhã, horário local; observe que você terá cerca de uma hora para assistir.

9 de setembro: as Perseidas Epsilon de Setembro

A chuva de meteoros Perseidas Epsilon de Setembro está ativa de 5 a 21 de setembro, com um pico de atividade por volta de 9 de setembro. Ao contrário das Perseidas de agosto, as Perseidas Epsilon de Setembro não são causadas pelo cometa 109P/Swift-Tuttle. Presumivelmente, o corpo progenitor dos meteoros das Perseidas Epsilon é um cometa desconhecido de longo período.

Irradiando de um ponto próximo da estrela Epsilon Persei, no centro de Perseu, esses meteoros velozes entram na atmosfera da Terra a uma velocidade de 64 km/s. De acordo com a Organização Internacional de Meteoros (IMO), as Perseidas Epsilon de Setembro produzem cerca de cinco meteoros por hora no seu auge.

O melhor horário para ver as Perseidas Epsilon a partir do Hemisfério Sul será da 1 h às 6 h, horário local. Os caçadores de meteoros do Hemisfério Norte terão a oportunidade de iniciar as observações mais cedo: por volta das 20 h às 21 h, horário local.

27 de setembro: as Sextantídeas Diurnas

Outra chuva de meteoros com pico em setembro são as Sextantídeas Diurnas; elas estão ativas entre 9 de setembro e 9 de outubro, atingindo o pico por volta de 27 de setembro. Esses meteoros são médio-lentos: entram na atmosfera terrestre a uma velocidade de 32 km/s. A origem desse fluxo fraco é o asteroide Apollo 2005 UD.

O radiante dessa chuva de meteoros está na constelação de Sextante, perto do Sol. As Sextantídeas Diurnas são visíveis apenas logo antes do amanhecer. Geralmente, os observadores podem avistar cerca de cinco meteoros por hora durante o pico de atividade. No entanto, este ano, as taxas podem ser ainda mais baixas, então seria uma grande conquista avistar um desses meteoros!

Para observar as Sextantídeas Diurnas antes do nascer do sol, comece as observações por volta das 4 ou 5 da manhã, horário local, quando os meteoros estarão mais visíveis, já que o Sol não bloqueará a visão.

Nossos aplicativos de observação de estrelas vão ajudá-lo a determinar rapidamente a posição do radiante de uma chuva de meteoros no céu, conferir a fase da Lua e obter outras informações úteis e interessantes para caçar meteoros.

Com votos de céus claros e boas observações!

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology, Inc.