A Lua brilha perto de Vênus e do aglomerado de estrelas da Colmeia

~3 min
A Lua brilha perto de Vênus e do aglomerado de estrelas da Colmeia

Mais uma vez, os observadores poderão desfrutar o encontro da Lua com Vênus no dia 14 de setembro de 2020. Este mês, eles brilharão perto do aglomerado de estrelas da Colmeia. Leia aqui e saiba como e quando observar esse lindo encontro no céu sobre sua cabeça.

A grande aproximação entre a Lua e Vênus

A Lua de 26 dias encontrará Vênus na segunda-feira, 14 de setembro de 2020, às 6h23 (horário de Londres). A Lua minguante e a deslumbrante “estrela d’alva” passarão a 4°21' de distância uma da outra, brilhando em uma magnitude de -10,6 e -4,1, respectivamente. As estrelas da constelação de Câncer irão circundá-las nessa noite.

Procure a Lua e Vênus na parte leste do céu, antes do amanhecer. Como a Lua é o objeto mais destacado do céu noturno, use-a como seu guia para encontrar Vênus cintilante brilhando bem ao lado dela. Ambos são visíveis a olho nu, mas um telescópio ajudará você a observar as fases de Vênus, que são muito similares às fases lunares. Além disso, você pode tentar visualizar esses objetos celestes deslumbrantes (somente o Sol tem um brilho mais intenso) depois do nascer do sol.

A maneira mais fácil de encontrar a Lua, Vênus ou qualquer outro objeto no céu sobre sua cabeça é usar o app de observação estelar Star Walk 2: basta digitar o nome no campo de busca, inclinar seu aparelho para o alto e seguir a seta, para encontrar o objeto selecionado no céu. Além disso, você pode conferir os horários de nascente e poente para a Lua e Vênus para sua localização, tocando na opção “Sky Live”.

O Aglomerado da Colmeia

No dia 14 de setembro de 2020, a Lua e Vênus brilharão próximos do aglomerado de estrelas da Colmeia, também conhecido como Presépio (do termo latino Praesepe, “manjedoura”) ou M44. É um grupo de estrelas ligadas pela atração gravitacional que foram formadas a partir da mesma nuvem interestelar primitiva. A Colmeia é um dos aglomerados abertos mais próximos do Sistema Solar e inclui aproximadamente 1.000 estrelas. Entretanto, ela é meio obscura: sua estrela mais brilhante é Epsilon Cancri (também chamada de “al Malaf”) com uma magnitude visual aparente de 6,29, que é pouco visível a olho nu.

Você encontrará a Colmeia cintilando no céu escuro e límpido, entre a estrela azulada Regulus, a mais brilhante das estrelas da constelação Leão (Leo), e as notáveis estrelas de Gemini — a estrela dourada Pólux e a branca-azulada Castor. Você pode visualizar esse sutil aglomerado de estrelas a olho nu, mas binóculos ajudarão você a ter uma melhor visão das suas estrelas. O melhor horário para observá-las é em torno das 4 da manhã, hora local.

Esse aglomerado de estrelas é conhecido desde tempos remotos. Os habitantes da Roma Antiga usavam a Colmeia para a previsão do tempo: segundo Plínio, um filósofo e escritor romano, caso a constelação não fosse visível no céu límpido, uma tempestade violenta estaria por vir. Na mitologia greco-romana, o aglomerado de estrelas da Colmeia era associado com uma manjedoura, na qual os dois jumentos, representados pelas estrelas Asellus Borealis e Asellus Australis, estariam comendo.

Aprecie a Lua, Vênus e o aglomerado de estrelas da Colmeia com o aplicativo Star Walk 2. Siga-nos para manter-se a par dos eventos mais notáveis do mundo da astronomia!

Desejo a você um céu límpido e felizes observações!

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology

Star Walk 2

Star Walk 2 logotipo
Baixar na loja de aplicativos
Obtê-lo no Google Play