1. Inicial
  2. Novidades astronômicas

A Lua, Marte e Vênus iluminam o céu em meados de julho

~3 min
A Lua, Marte e Vênus iluminam o céu em meados de julho

Em meados de julho, a Lua se reúne com os planetas brilhantes Marte e Vênus. Leia mais para descobrir como e quando observar as conjunções notáveis do nosso satélite natural e dos nossos vizinhos no céu estrelado.

A Lua dança com Marte e Vênus

Tendo voltado para o céu noturno em 11 de julho, a jovem Lua está se dirigindo para dois planetas deslumbrantes, Vênus e Marte. A conjunção Lua-Vênus ocorrerá primeiro: os corpos celestes se reunirão em nossos céus em 12 de julho, às 09:09 GMT. Brilhando em uma magnitude de -9,5, a Lua de 2 dias de idade passará 3°15’ ao norte do planeta mais brilhante no céu, Vênus, que estará em uma magnitude de -3,9.

No mesmo dia, cerca de uma hora depois, às 10:10 GMT, vai acontecer a conjunção Lua-Marte. Nosso satélite natural passará 3°46’ ao norte do Planeta Vermelho, que vai brilhar em uma magnitude de 1,8. Observe que, embora mencionemos a hora exata das conjunções, esse não é o único momento em que os objetos celestes podem ser vistos perto uns dos outros no céu.

Procure o belo trio da Lua crescente, Marte e Vênus acima do horizonte ocidental após o pôr do sol. Para encontrar rapidamente os corpos celestes no céu acima de você, use o guia astronômico Star Walk 2: digite "Vênus" ou "Marte" no campo de busca, selecione o resultado da busca correspondente e divirta-se! Além disso, com o recurso Máquina do Tempo, você pode facilmente planejar suas observações: basta tocar no ícone do relógio e avançar (ou voltar) no tempo para ver a representação do céu em instantes diferentes.

A conjunção de Marte e Vênus

No dia seguinte, dois planetas interiores, Vênus e Marte, vão se unir no céu da noite. A conjunção Vênus-Marte ocorrerá no dia 13 de julho, às 07:08 GMT: nesse momento, os planetas compartilharão a mesma ascensão reta, com Vênus passando 0°29’ ao norte de Marte.

Os planetas brilhantes estarão perto o suficiente no céu para caber dentro do campo de visão de binóculos. Você também pode observá-los a olho nu. Procure Vênus e Marte na parte ocidental do céu após o pôr do sol. Nas latitudes médio-setentrionais e no extremo norte, a dupla vai afundar abaixo do horizonte antes do anoitecer. Em contraste, observadores do Hemisfério Sul conseguirão desfrutar de Vênus e Marte por mais tempo: os planetas vão se pôr após o anoitecer nessa parte da Terra.

Lembre-se de que, embora os objetos celestes apareçam próximos uns dos outros no céu durante a conjunção, eles não estão próximos no espaço. Aliás, qual planeta está mais próximo da Terra, Vênus ou Marte? Ambos são nossos vizinhos imediatos no Sistema Solar; ainda sim, o deslumbrante Vênus se aproxima mais da Terra do que Marte ou qualquer outro planeta. Ele pode se aproximar da Terra em cerca de 38 milhões de quilômetros, enquanto a distância mínima entre Marte e o nosso planeta é de cerca de 55 milhões de quilômetros.

Outro objeto espetacular para ver no céu crepuscular ocidental nestes dias é a única estrela de primeira magnitude na constelação de Leão: Régulo. Essa estrela flamejante participará de uma série de conjunções fascinantes este mês: fique de olho em Régulo para vê-la se unir à Lua, Vênus e Marte no céu de julho. Além disso, nesses poucos dias depois da Lua Nova, observe a pálida luz cinérea: um brilho sutil que ilumina a parte escura da Lua.

Obrigado por ler este artigo! Se você gostou, compartilhe-o com seus amigos, e não hesite em nos enviar suas fotos da Lua, Vênus, Marte ou Régulo. Desejamos um céu limpo e boas observações a você!

Crédito Texto:
Crédito de imagem:Vito Technology, Inc.
Trustpilot
Star Walk 2 logotipo

Star Walk 2

Baixar na loja de aplicativos
Obtê-lo no Google Play